Antologia A Magia do Natal: 2x11 - O Natal na Orla da Praia


Sinopse: Natal na orla da praia da cidade de Santos, um momento em que a magia do Natal toma conta dos olhos, da mente e do coração. O Menino Jesus nasce trazendo a  todos, uma luz que impulsiona à fé à vida. Um clima cristão e de de conversão.


2x11 - O Natal na Orla da Praia
de Rossidê Rodrigues Machado

        Mês de dezembro, na orla da praia da cidade de Santos, a magia do Natal toma conta, um cenário festivo, vibrante! É o anúncio do nascimento de Jesus, o Filho de Deus! Os santistas e os turistas, todo mundo ali, admirando, os olhos transbordando de encantamento, contemplam aquela ornamentação inspirada e idealizada para esse momento tão especial, imaculado, que inunda os corações de sonho, esperança e fé. Uma alegria sem medida que alenta, vivifica a vida.

           Entre a delicadeza, o esplendor do florido jardim, o sussurro das cristalinas ondas do Atlântico e a brisa que levemente toca o rosto, despontam, com vivacidade e diversidade de cores, as gigantes árvores de Natal, que reluzem em suas ramagens estrelas, bolas, laços, e uma lucilante frase: FELIZ NATAL! E no alto, depara-se com Papai Noel, num gesto carinhoso, afável, em sua carruagem puxada pelas espertas renas; às pressas, numa satisfação contagiante, derrama em todos os corações os seus votos, o seu desejo de um Natal pleno de amor, uma fé que move montanhas.

          As guirlandas, harmoniosos adereços artísticos natalinos, com graça, intenso brilho trazem aspiração, exultação, pela vinda de Jesus, o Salvador! Na orla expostas, somando-se a esse momento solene, reverente; quem passa vive de perto o sagrado, a presença do Filho Deus, que nos acolhe, nos dá força, nos anima e que em breve estará junto de nós, a nos ensinar a defrontar com prudência e sabedoria os desafios do dia a dia.

            O Salvador está chegando, do céu, em um cometa, pode crer! Jesus se aproxima, vindo para nos salvar, nos libertar; difícil descrever, mas é o que se vê. Aplaudir, celebrar! Mas também refletir: é um momento para deixar de lado a tristeza, o egoísmo, o medo, que não fazem sentido!  Decolar nesse voo, nessa magia Natalina, um convite a uma causa maior! Transformar o coração e a mente em uma força que nos impulsiona ao bem, ajudar a se mesmo e ao próximo. Com Jesus, viveremos melhor!

           Caminhando, a alguns passos, uma descomunal bota vermelha empilhada de surpresas caprichosamente embrulhadas, que deixam a criança, o adulto, gente de qualquer idade suspirando, sem folego, pela sensação de que há algo com que se irá  presenteá-los: uma joia, um brinquedo, um celular... Com certeza, se alguém desembrulhar, Jesus irá brindá-lo não apenas com objetos materiais, mas também surpreendê-lo com afetuosas palavras, cordialidade, doçura, infinitas bênçãos, nos orientar sobre nossa essência, nossas possibilidades e nossas fortalezas.

         Mais adiante, brilhantes e enfeitadas bengalas tomando parte da vivaz e radiosa decoração de Natal.  Curioso! Mas acho que não passam despercebidas e, assim como eu, outros também pensam: Quantas pessoas estão em dificuldades! E o nosso planeta tão degradado... Essas bengalas não seria um alerta? Abrirmos o nosso coração, sermos mais humanos, mais generosos com nosso semelhante, mais empenhados com a natureza, com o meio ambiente: proteger o solo, o ar, a água, a fauna e a flora. Jesus é um aliado da vida, um apaixonado pela criação. Seja como Jesus! faça parte desse time!

            Afáveis, benevolentes! Os anjos, com suas leves e emplumadas asas, delicadas vestes, entoam flauta, bendizendo e guiando a todos que vagam pela orla. Uma escultura, expressão amável, amiga, que nos convida a mergulhar num mar tranquilo, pacífico, de luz; aproximar-se de Jesus, do Criador. E nos estimula a acreditar, a lutar, a construir um mundo, uma sociedade em que todos possam aplaudir, e dizer: Gratidão! Muito obrigado! Jesus é o modelo desse gesto.

            Simpáticos pinguins, em alvo traje de gala, olhar irradiando ternura, um duplo sorriso, e acenando aos visitantes: esse jardim é um espaço pelo qual todos estão convidados a passar, Interagir com os adornos que representam os personagens que fazem desta praia, desse jardim, uma sala ao ar livre, um encontro de pessoas com as figuras que remetem a uma história que nos acompanha, e é lembrada e revivida com júbilo, exultação; um momento que nos revigora o espírito, nos faz crer nos preceitos, nos valores cristãos ensinados pelas palavras e nos exemplos de Jesus. No Natal, seu nascimento é celebrado, reverenciado. Aprender com o passado é fazer do presente um futuro em que Jesus é o espelho para o triunfo de nosso destino em todos os momentos!

              Num círio, um fogo, uma chama cintilante, uma intensa claridade guiando os passos dos transeuntes, levando-os por um caminho, o Natal, que é o encontro com o Menino Jesus, o Filho de Deus, que nasce e habita o coração de quem acredita em sua promessa, na sua palavra, a chama que incendeia o coração e transforma vidas.

             O Presépio. A estrela da celebração natalina: uma manjedoura, lar da Sagrada Família, em que o Menino Jesus, em companhia de seus pais, José e Maria, é visitado pelos três reis: Baltazar, Belchior, Gaspar, e um pastor de ovelhas. Uma estalagem humilde, sem luxo, sem ostentação, que abriga o Filho de Deus, que na noite de Natal, na cidade de Belém, chega ao mundo, trazendo luz, esperança, a salvação para a humanidade. Amar Jesus, é ter confiança, acreditar no Criador.  Sempre em primeiro plano: o Filho de Deus!

            A orla de Santos, uma imagem, um cartão, uma poesia, em que o jardim da praia se cobre de cores, brilho, luzes, em uma cena, um palco natalino, o nascimento do menino Jesus. Um momento que envolve os visitantes em um clima Cristão, de conversão, caloroso, acolhedor. A fé nos encoraja, invade a mente e o coração, propiciando paz e harmonia às famílias, a todos os cidadãos que tiveram o privilégio, a alegria de estar na cidade de Santos, marcar presença nesse prazeroso e abençoado encontro, iluminado pela magia do Natal, que se espalha pela orla, pela cidade, num aperto de mão e num abraço ao mundo, que nos faz irmãos!


Conto escrito por
Rossidê Rodrigues Machado

Produção
Bruno Olsen
Cristina Ravela


Esta é uma obra de ficção virtual sem fins lucrativos. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.


REALIZAÇÃO



Copyright 
© 2020 - WebTV
www.redewtv.com
Todos os direitos reservados
Proibida a cópia ou a reprodução


Relacionados

0 comentários: