0:00 min       EXCELSIOR     NOVELA
15:00 min    

WEBTVPLAY APRESENTA
EXCELSIOR
Novela escrita por
Débora Costa

Colaboração
Tainá Andaluz

Revisão de Texto
Cristina Ravela
Marcelo Delpkin

Direção
Wellyngton Vianna

Núcleo
Cyber TV

Personagens desse capítulo
Alicia
Amber
Arthur
Brenda
Eliza
Heitor
Jaqueline
Lidiane
Luciana
Luiza
Melanie
Norma
Rita
Sarah
Tadeu
Théo
William
Yorrane


© 2019, CyberTV.
Todos os direitos reservados.


Capítulo 11 de 30



Cena 1/Int./Restaurante/Noite.
William e Luiza estão em uma das mesas, jantando.
LUIZA
(sorri) Sabe do que sempre lembro? Dos chocolates que você me trazia. Nunca eram iguais, mas deliciosos.
WILLIAM
Verdade, eu gostava de te surpreender e agradar ao mesmo tempo. Chocolate é uma coisa comum, a maioria das pessoas gostam; e como sei que você adora, eu comprava em lugares diferentes, e eram importados.
LUIZA
Achava isso um gesto de carinho de sua parte.
WILLIAM
E era. Você merece Luiza. Gosto de você.
William segura a mão de Luiza por cima da mesa.
WILLIAM
Eu te deixei, para que não sofresse.
LUIZA
Porque você tinha outra, não é?
WILLIAM
Sim...
Alicia entra, vê William e Luiza de mãos dadas. Tenta disfarçar o ciúme. Recompõe-se e vai até eles, com um sorriso falso, fingindo surpresa.
ALICIA
Tio William! Luiza! Boa noite.
William solta a mão de Luiza e sorri um pouco.
LUIZA
Boa noite, Alicia. Como vai?
ALICIA
Ótima. Acabei de fazer umas fotos e vim jantar.
WILLIAM
Escolheu um bom restaurante, sobrinha.
ALICIA
Pois é, mas não quero atrapalhar vocês.Com licença.
Alicia tenta se afastar, mas Luiza fala com ela.
LUIZA
Você não atrapalha Alicia. Quer se sentar conosco?
WILLIAM
Ela não quer, Luiza.
ALICIA
Sabe que eu vou aceitar? Não gosto de jantar sozinha. Assim aproveito e coloco a conversa em dia com você, Luiza.
Alicia se senta sorridente. William tenta disfarçar o incômodo.
Cena 2/Int./Mansão Blackwell/Sala/Noite.
Sarah entra brava, quando Norma se aproxima.
NORMA
O que deseja?
SARAH
Eu quero falar com a Jaqueline.
NORMA
A dona Jaqueline está jantando, não vai poder falar com você agora.
SARAH
Não tem problema, eu espero.
Théo desce as escadas.
THÉO
Então você já veio morar aqui?
SARAH
Não, vim falar com a sua mãe, mas fui informada que ela está jantando.
THÉO
Vou chamar ela pra você.
Théo vai para a sala de jantar. Sarah encara Norma. Arthur e Jaqueline se aproximam.
JAQUELINE
Meu filho disse que você quer falar comigo.
Norma sai.
SARAH
Eu vim para te falar que não admito que você atormente a minha mãe!
JAQUELINE
Foi para isso interrompeu o meu jantar? Perdeu seu tempo, garota.
Jaqueline vai saindo, mas Arthur segura o braço dela.
ARTHUR
Sarah tem razão. Acho que você deve um pedido de desculpas a ela.
JAQUELINE
(espantada) Mas nem pensar! Eu não me arrependi de nada!
SARAH
Deixa ela, tio Arthur.Mas está avisada: da próxima vez você vai se haver comigo!
ARTHUR
Fique para jantar, Sarah.
Jaqueline fica com raiva. Sarah sorri pensativa.
SARAH
Vou aceitar sim, tio Arthur. Saí de casa com tanta raiva, que não jantei, mas agora estou mais calma e com fome.
ARTHUR
Então venha comigo.
Arthur e Sarah vão para a sala de jantar, deixando Jaqueline irada, alternando entre choro e risada.
JAQUELINE
(fala sozinha) Você não faz ideia de com quem está mexendo, sua insuportável.
Cena 3/Int./Produtora Blackwell/Recepção/Noite.
Brenda e Heitor estão sozinhos, de saída. Brenda procura algo na bolsa.
BRENDA
Droga! Devo ter deixado meu celular na Diamond.
HEITOR
Não esquece a cabeça, porque está grudada.
Brenda para de mexer na bolsa, e suspira, se acalmando.
BRENDA
Não vou discutir com você. Até para isso estou cansada! Passar o dia todo com você não é fácil!
Brenda tenta abrir a porta, mas não consegue.
BRENDA
Abre logo essa porta.
HEITOR
Está aberta.
BRENDA
Não está!
Heitor tenta abrir a porta, mas também não consegue.
HEITOR
Está trancada.
BRENDA
(sarcástica) Sério? Nem tinha percebido.
HEITOR
A secretária deve ter trancado. A gente estava no estúdio, e ela não nos viu. Vou ligar para ela vir abrir.
Heitor pega seu celular. Brenda cruza os braços, ansiosa.
HEITOR
Acabou a bateria.
BRENDA
(nervosa) Se você tivesse me ouvido, teria colocado essa porcaria para carregar na Diamond!
HEITOR
Não deu tempo!
BRENDA
Mentira! Você adora me irritar! Não sei por que eu ainda te aturo!
HEITOR
Porque outro diretor como eu, você não vai encontrar.
BRENDA
(ri com deboche) Tem aos montes por aí.
Brenda e Heitor se encaram e se provocam.
HEITOR
Ah, é? Saiba que muitas produtoras me procuram. A próxima oferta boa que tiver, vou aceitar e deixar de uma vez de trabalhar com você! Metida, arrogante e prepotente!
BRENDA
Você acabou de se descrever!
Brenda e Heitor se olham, se beijam com ardor.
HEITOR
(tom suave) Mimada!
BRENDA
(ofegante) Presunçoso!
Heitor e Brenda continuam a se beijar.


Cena 4/Ext./Rua em frente ao prédio onde ,Luiza mora/Noite.
Dentro do carro de William, ele e Luiza estão sentados no banco da frente do carro. Alicia está sentada atrás.
LUIZA
Eu adorei o jantar, obrigada.
WILLIAM
Eu também gostei muito. Vamos repetir amanhã, mas sem a presença da Alicia.
LUIZA
(sorri) Não liga, Alicia, às vezes o William fica de mau humor.
Luiza beija o rosto de William e desce do carro. William e Alicia a observam entrar no prédio. Alicia apoia os braços no banco de William.
ALICIA
Como você aguenta essa melosa?
WILLIAM
Da mesma forma que você aguenta o trouxa do Renan.
ALICIA
(dá risada) Segue. Preciso te falar uma coisa.
William dá a partida no carro. Alicia pula para o banco da frente, sorrindo, safada.
ALICIA
Eu fiz uma coisa por você que ninguém seria capaz de fazer.
WILLIAM
O quê?
Alicia acaricia a coxa de William, enquanto fala ao ouvido dele.
ALICIA
(sussurra) Eu matei o Vinicius.


William freia o carro bruscamente ao se assustar com o que Alicia falou. Ela desata a rir. William a olha, assustado.
WILLIAM
Você não fez isso! Você está brincando, não é?
ALICIA
Não, querido. Eu matei o Vinicius.
WILLIAM
(inconformado) Você ficou louca? Por que você fez isso?
ALICIA
Vinicius nos viu juntos na garagem, William. Ele me ameaçou, disse que se eu não fizesse o mesmo que fiz com você, ele iria mostrar umas fotos nossas para todo mundo. Imagina como isso seria horrível! E eu não quero passar a vida a mercê de alguém.
WILLIAM
Eu poderia ter calado a boca dele de outras formas!
ALICIA
Nenhuma seria tão eficaz. Foi fácil, querido; eu o chamei para o motel. Algemei ele na cama e o matei por asfixia. Fechei todas as janelas e liguei o aquecedor. Nunca vão suspeitar de mim. Entrei com nome falso e usando uma máscara, que aliás...
Alicia mostra a máscara para William.
ALICIA
Wanna use it for you. (Eu quero usá-la para você).
WILLIAM
Alicia... Como você pode ter feito algo assim? E como consegue manter essa calma absurda?
Alicia morde a orelha de William e sorri.
ALICIA
Fiz por nós, meu amor. Essa era a prova de amor que eu disse que iria te dar.
WILLIAM
Você é completamente louca... (sorri) Mas eu gosto disso.
William e Alicia se beijam com desejo.
ALICIA
(ofegante) Vamos comemorar, meu amor.
WILLIAM
Agora não dá. Luiza sabe que estamos juntos e, se não formos para casa, alguém pode desconfiar.
Alicia beija a orelha e o pescoço de William.
ALICIA
(manhosa) A gente dá um jeito.
WILLIAM
Podemos nos ver mais tarde, na casa de hóspedes.
ALICIA
(sorri) Adorei a ideia. I love you.
William e Alicia se beijam.
Cena 4/Int./Dia Seguinte – Motel/Quarto/Dia.
Uma faxineira entra varrendo o quarto onde está o corpo de Vinicius. Distraída, olha para a cama, se assusta e estranha ao ver um homem deitado, algemado e com um pano no rosto. Ela se aproxima devagar.
FAXINEIRA
Moço... Você está bem?
A faxineira, com receio, tira o pano do rosto de Vinicius; fica aterrorizada ao ver que ele está morto. Sai apressada, aos gritos.
Cena 5/Int./Restaurante de Lidiane/Dia.
Théo entra. Lidiane o olha de cima a baixo.
LIDIANE
Você é o Théo?


THÉO
Bom dia. Sou sim, marquei aqui com a Yorrane.
LIDIANE
Bom dia... Minha filha está na cozinha.
THÉO
Onde fica?
LIDIANE
É só ir reto no corredor.
THÉO
Obrigado, com licença.
Théo vai em direção á cozinha. Lidiane o observa pensativa.
Cena 6/Int./Restaurante de Lidiane/Cozinha/Dia.
Yorrane está cortando alguns legumes. Théo se aproxima, contente.
THÉO
Bom dia.
YORRANE
Bom dia, Théo. Achei que iria desistir de vir aqui.
THÉO
Achou errado. Preciso do conteúdo que perdi.
YORRANE
Théo, você realmente quer fazer gastronomia? Para mim, isso é importante. Meu sonho é me tornar uma chef e ter meu próprio restaurante. Se você só entrou nessa por minha causa, já pode parar.
THÉO
(sorri) Convencida! Estou nessa, como você disse, porque realmente estou interessado.




YORRANE
Então, tudo bem. Pega essa faca aí, que eu vou te ensinar a cortar alguns alimentos. E hoje a aula é prática. Vamos ter que preparar o prato que a professora disser, e você vai ter que usar uniforme como todos os alunos.
THÉO
(ri) Isso vai ser uma boa experiência pra mim, me vestir igual os cozinheiros.
YORRANE
Viu? Pra você é tudo uma grande diversão.
THÉO
Para mim, é uma oportunidade de estar ao seu lado.
Théo e Yorrane se olham nos olhos. Théo sorri um pouco, embora disfarce em seguida.
THÉO
E também de aprender coisas novas. Quem sabe eu não serei um chef no futuro? (faz uma pose engraçada) Chef Blackwell!
Théo e Yorrane dão risada.
Cena 8/Int./Mansão Blackwell/Sala de Jantar/Dia.
Quase todos estão sentados à mesa: Arthur está sentado na cabeceira da mesa, William, ao lado direito dele e de frente para Alicia, enquanto Melanie e Tadeu estão ao lado dela. Brenda e Amber entram, se sentam ao lado de William.
BRENDA
Bom dia.
ARTHUR
Bom dia, minha filha. Soube o que aconteceu ontem na produtora.
BRENDA
Foi um sufoco, papai. Demorou horas para o chaveiro chegar lá.
Amber pega o celular e faz uma ligação. Alicia a observa. Amber desliga, preocupada.


MELANIE
Aconteceu alguma coisa, querida?
AMBER
Eu não consigo falar com o Vinicius. Desde ontem que ele sumiu.
TADEU
Você não sabe para onde ele foi?
AMBER
Ele disse que tinha um jantar com umas pessoas que queriam comprar um terreno.
ARTHUR
Não sei de venda nenhuma, meu amor.
Jaqueline entra e se senta ao lado de Arthur.
JAQUELINE
Alguém viu o Théo?
ARTHUR
Ele foi para a concessionária.
JAQUELINE
Tão cedo assim?
ARTHUR
Pois é.
Norma entra.
NORMA
Com licença, desculpa interromper, mas o investigador de polícia está aqui.
ARTHUR
Pode deixar ele entrar, Norma.
Norma sai. Alicia e William se olham pensativos e disfarçam. O investigador entra.


ARTHUR
Descobriu alguma coisa sobre a morte de Walter?
INVESTIGADOR
Não... Eu vim aqui para falar com a Amber.
Amber se levanta, preocupada. Alicia, discretamente, tira seu sapato, começa a passar o pé na perna de William. Close nele, disfarça um sorriso de quem está gostando.
AMBER
Aconteceu alguma coisa com meu marido?
INVESTIGADOR
Sim... O senhor Vinicius foi encontrado morto.
Amber fica em choque. Todos, menos William e Alicia, ficam espantados. Arthur se levanta e se aproxima de Amber, a quem abraça.
JAQUELINE
O que aconteceu?
Alicia coloca o pé nas partes íntimas de William, que disfarça. Alheio à cena, o investigador fica um pouco sem jeito em ter que responder a pergunta de Jaqueline.
INVESTIGADOR
Uma faxineira encontrou o corpo dele... algemado em uma cama de motel.
Amber chora inconformada. Todos se espantam, ficam sem graça, enquanto Alicia, sem que vejam, continua passando o pé nas partes íntimas de William.
AMBER
(incrédula) Como?
INVESTIGADOR
Seu marido foi encontrado morto, algemado e usando uma mordaça sado em uma cama de motel.
Amber fica com raiva, envergonhada, não acreditando. Sai da sala de jantar rapidamente. Brenda se levanta.
BRENDA
Eu vou falar com ela.
Brenda vai atrás de Amber. Arthur está inconformado.
ARTHUR
Você sabe quem fez isso com ele?
INVESTIGADOR
Aparentemente ele estava com uma prostituta. A recepcionista do motel disse que uma mulher loira, usando uma máscara dessas de fetiche, chegou antes de Vinicius ao motel, e que ela ficou com ele.
MELANIE
Como ele morreu?
INVESTIGADOR
Sem ferimentos aparentes.Não sabemos se ela o matou ou se ele morreu praticando alguma fantasia.
JAQUELINE
Você acha que isso pode estar ligado a morte de Walter?
William abaixa a cabeça. Está ofegante, tentando disfarçar. Alicia sorri discretamente e não quer tirar o pé das partes íntimas de William, que a olha pedindo para parar. Alicia desce o pé lentamente pelas pernas de William, para se esfregar o pé ali, e coloca o sapato de volta. William suspira, tentando se recompor.
INVESTIGADOR
Acredito que não, mas assim que tivermos mais informações, aviso.
ARTHUR
Obrigado por ter vindo.
O investigador sai.
MELANIE
Não é possível que a desgraça vai rondar a nossa família desse jeito.
TADEU
Melanie, está na cara! Vinicius morreu traindo a Amber. Isso não tem nada com a morte do seu irmão.


ARTHUR
Coitada da minha filha.
ALICIA
(cínica) Não esperava uma coisa assim do Vinicius. A minha prima não merecia isso.
Cena 9/Int./Restaurante de Lidiane.
Yorrane entrega para Théo uma pasta.
YORRANE
Ai está o conteúdo que você vai precisar.
Luciana vinha entrando, mas volta ao ver Théo; se esconde e fica ouvindo a conversa.
THÉO
Obrigado, espero ir bem na aula de hoje.
YORRANE
Você não leva jeito para cozinhar. Cortou os legumes muito grandes.
THÉO
Essa é a primeira vez que faço isso. As pessoas já me entregam as coisas prontas.
YORRANE
Verdade, esqueci que você é playboy.
THÉO
(sorri) Nasci rico, e sou eternamente grato a isso, mas pode ter certeza que eu vou me sair bem na gastronomia.
YORRANE
Muita conversa. Quero ver na prática.
THÉO
Vai ver hoje na faculdade.
Théo beija o rosto de Yorrane e sai correndo. Yorrane sorri balançando a cabeça e volta para a cozinha. Luciana entra no restaurante; sorri maldosa.
LUCIANA
Então o Théo está fazendo faculdade com a Yorrane... A Jaqueline precisa saber disso.
Cena 10/Int./Casa de Eliza/Sala/Dia.
Sarah se aproxima de Eliza.
ELIZA
Oi, filha. Estava te esperando pra gente tomar café juntas.
SARAH
Mamãe, eu tomei uma decisão e não vou voltar atrás.
ELIZA
Ah é? Qual?
SARAH
Arruma suas coisas. Hoje nós vamos mudar para casa do meu pai.
Eliza fica surpresa, pensativa.
Fim do Capítulo

Relacionados

0 comentários: