0:00 min       EXCELSIOR     NOVELA
15:00 min    

WEBTVPLAY APRESENTA
EXCELSIOR
Novela escrita por
Débora Costa

Colaboração
Tainá Andaluz

Revisão de Texto
Cristina Ravela
Marcelo Delpkin

Direção
Wellyngton Vianna

Núcleo
Cyber TV

Capítulo 02 de 30

Personagens desse capítulo
Amber
Arthur
Brenda
Demétrio
Heitor
Jaqueline
Luciana
Luiza
Margareth
Melanie
Mirtes
Norma
Peter
Renan
Théo
Vinicius
William
Yorrane


© 2019, CyberTV.
Todos os direitos reservados.
Cena 1/Int./Mansão Blackwell/Suíte de Walter/Dia.
Margareth olha em volta, triste. Vai até o closet, abre, e quando vê as roupas de Walter, cai no choro, pega um dos ternos e abraça em desalento. De repente, sente uma mão em seu ombro, fica surpresa ao ver Alfred.
MARGARETH
Alfred...
ALFRED
Desculpa chegar só agora, Margareth, mas meu vôo atrasou e não pude chegar a tempo para o velório do meu sobrinho, eu sinto muito pelo que aconteceu.
Margareth abraça Alfred e chora inconsolável.
MARGARETH
Obrigada por estar aqui, Alfred, eu estava precisando desse abraço.
Alfred está abraçado a Margareth, consolando-a.
Cena 2/Int./Mansão Blackwell/Cozinha/Dia.
Norma, Mirtes e Luciana entram.
NORMA
A folga acabou, tudo aqui na cozinha volta ao normal, e não toquem no assunto da morte do seu Walter para ninguém da casa, ordens da dona Jaqueline.
MIRTES
Você acha que eu não vou dar os pêsames para a dona Margareth? Seria uma falta de educação não dar meus sentimentos a ela.
NORMA
Eu tenho certeza que a dona Margareth não está nem aí para os sentimentos de uma cozinheira, agora comece a preparar o jantar. E você, Luciana, vá limpar o quarto do Théo.
Norma sai, Mirtes coloca a mão na cintura.
MIRTES
Às vezes, eu acho que a Norma se esquece que é uma empregada igual a nós.
LUCIANA
Não liga Mirtes, só porque é governanta ela se acha o máximo, ela é uma ridícula isso sim, se contenta com pouco... Eu não vou limpar a casa dos outros a vida toda não, tenho meus meios para subir de vida.
MIRTES
Sei bem quais são... Quero só ver agora que Seu Walter morreu, quem vai te dar os extras que ele te dava no fim do mês.
Luciana séria.
LUCIANA
Deixa de ser intrometida, Mirtes! Da minha vida cuido eu, e esse safado já foi tarde!
MIRTES
O que é isso, menina?! Olha como fala!
LUCIANA
Eu falo como bem entender, Mirtes! Esse babão me prometeu muitas coisas, cumpri a minha parte do acordo, ele não me deu nem a metade do que me prometeu, se ele agia assim com outras pessoas, com razão deram esse tiro nele.
MIRTES
Luciana, você não tem do que reclamar, quem se sujeitou a ir para a cama com o patrão em troca de sabe-se lá o que, foi você não foi?
LUCIANA
Não é da sua conta, sua velha intrometida!
Luciana sai
Cena 3/Int./Mansão Blackwell/Suíte de William/Dia.
William está olhando pela janela, conversando com alguém pelo celular.


WILLIAM
Aqui em casa está péssimo, um ar pesado, queria estar com você agora, que sempre me deixa nas nuvens.
William sorri . Tempo.
WILLIAM
Eu também estou com saudades, vamos nos ver no lugar de sempre, te amo, até mais.
William desliga o celular, se afasta da janela. Melanie bate na porta, entra.
MELANIE
William, posso falar com você?
WILLIAM
Claro, o que foi?
MELANIE
Eu estou com medo.
WILLIAM
Medo? Por quê?
MELANIE
Você acha que esse assassinato do Walter foi algo premeditado?
WILLIAM
Acredito que não, Melanie, o Walter não iria à festa. Se fosse premeditado o crime aconteceria em outro lugar.
MELANIE
Não levaram nada dele, a pessoa simplesmente atirou no nosso irmão e foi embora, sem nenhum motivo aparente.
WILLIAM
Nós sabemos que Walter tinha mais inimigos do que amigos, motivos para alguém querer dar fim na vida dele era o que mais tinha.
MELANIE
(preocupada) E se a pessoa vier atrás de nós? E se for algum tipo de vingança?
William abraça Melanie, a olha nos olhos.
WILLIAM
Sei que isso mexeu demais com sua cabecinha, Melanie. Fica tranquila, minha irmã, o que aconteceu foi uma fatalidade, ninguém virá atrás de nós.
Em Melanie, pensativa e preocupada.
Cena 4/Int./Shopping/Dia.
Jaqueline e Luiza estão caminhando pelo shopping.
LUIZA
Jaqueline, eu não me senti bem, por isso não fui ao velório do Walter.
JAQUELINE
(enojada) Ai não, Luiza, não vamos falar dele, já chega. Walter está morto e enterrado, não suporto mais ouvir falar nesse assunto, vim aqui para me distrair e comprar alguma coisa para o Arthur.
LUIZA
Só uma pergunta, como o William está?
JAQUELINE
Bem, ele não é de demonstrar sentimentos.
LUIZA
Disso, eu sei muito bem.
JAQUELINE
(sorri) Você ainda gosta dele.
LUIZA
Gosto, mas não como antes...William deu uma desculpa esfarrapada e me deixou, não entendo até hoje o motivo.
JAQUELINE
(gargalha) Não seja boba, Luiza, é claro que sabe, William tem outra mulher.
LUIZA
Você já a viu?
JAQUELINE
Não, mas dá para perceber quando William tem um encontro, ele fica fora alguns dias, com toda certeza a vadia é casada, por isso que ele não fala que tem um relacionamento.
LUIZA
Casada ou não, foi por causa dela que o William me deixou.
Jaqueline aponta uma doceria.
JAQUELINE
Já sei o que vou levar para o meu amor.
Jaqueline sorri, satisfeita e entra na doceria. Close em Luiza, chateada.
Cena 5/Int./Mansão Blackwell/Sala/Dia.
Peter sai do escritório, Alfred e Margareth descem as escadas. Nesse instante, Peter encara Alfred.
PETER
(surpreso / não gosta) O que você está fazendo aqui, Alfred?
ALFRED
Oi, Peter, há quanto tempo que não vemos irmão, como vai?
PETER
(nervoso) Você não deveria ter saído da Alemanha para vir aqui, você não é bem-vindo na minha casa!
MARGARETH
(altiva) É bem-vindo sim, Peter! Como sempre, Alfred fez o que você é incapaz de fazer: ele veio até aqui para me dar apoio!
PETER
Você sabe muito bem que eu /
Margareth interrompe Peter.
MARGARETH
Eu quero que você se dane! Estou farta da sua frieza! Do seu egoísmo!
Alfred sorri gostando, Peter fica sério e encara Margareth.
PETER
Não vou levar em consideração o que você falou porque sei que você está assim pela morte do nosso filho, com licença.
Peter sobe as escadas, Alfred beija a mão de Margareth.
ALFRED
Sei que não é o momento, mas eu adorei o que você disse ao Peter.
William se aproxima, fica feliz ao ver Alfred. Cumprimenta-o com um aperto de mão forte, sorri e o abraça.
WILLIAM
Tio Alfred! Que coisa boa te ver aqui!
ALFRED
Digo o mesmo, William, estava com saudades.
WILLIAM
Ainda bem que você está aqui, preciso de um conselho sobre algo importante, vamos jantar fora hoje à noite, é algo que não posso falar aqui.
MARGARETH
Cuidado com essas coisas secretas, William, e principalmente cuidado com os conselhos do Alfred, se bem que vocês são iguais no caráter, ou da falta dele.
ALFRED
(debochado) Já vi que você está ficando melhor, Margareth, até já está cuspindo veneno.
MARGARETH
Disse alguma mentira? Quer ver? William que negócio ilegal você abriu agora?
WILLIAM
(sussurra) Fala baixo, mamãe! Não quero que o Arthur ouça.
MARGARETH
Não disse?
Margareth vai para a cozinha, Alfred se aproxima de William, fala baixo.
ALFRED
Que tipo de negócio é, William?
WILLIAM
Um cassino.
Alfred e William sorriem, cúmplices.
Cena 6/Int./Mansão Blackwell/Quarto de Théo/Dia.
Théo entra, abre a porta do closet. Luciana se aproxima e o abraça por trás.
LUCIANA
Sentiu minha falta?
Théo se vira de frente para Luciana, sorri cínico.
THÉO
Sim, quando derramei a minha bebida no tapete e você não estava aqui para limpar.
LUCIANA
(sorri) Vai debochando, Théo...
Théo e Luciana se beijam.
THÉO
O seu trabalho foi muito bem feito Luciana, por isso te beijei, mas não se acostuma não, detesto pobre.
LUCIANA
Em breve vou deixar de ser pobre e você sabe muito bem, eu quero trabalhar na Diamond e vou conseguir.
THÉO
Não sabia que estavam precisando de faxineira lá.
Luciana bate em Théo, sorri.


LUCIANA
Engraçadinho, você sabe muito bem que quero trabalhar na administração.
Théo segura Luciana pela cintura.
THÉO
Me da mais um beijo e some daqui.
Luciana e Théo e beijam, Jaqueline entra no quarto e fica furiosa.
JAQUELINE
Théo! Para de beijar a empregada! Vai saber onde ela colocou a boca!
Luciana fica sem graça, Théo sorri.
THÉO
Para de drama, mamãe.
JAQUELINE
(para Luciana) Sai daqui agora, garota! E se eu te pegar beijando o meu filho de novo te demito na hora! Entendeu?
LUCIANA
Sim, senhora.
Luciana sai, Théo dá risada.
THÉO
Calma, mamãe, eu só me divirto com ela, só isso.
Théo beija o rosto de Jaqueline.
JAQUELINE
Essa diversão pode deixar essa faxineira grávida! Ai, meu filho a coisa não vai ter um pingo de graça, Deus me livre ter um neto de uma empregada.
THÉO
Não transei com ela, foi só um beijo.
JAQUELINE
Hoje né, depois falamos sobre isso. Eu vim aqui te dar um conselho: quero que você bajule o Peter.
THÉO
Por quê?
JAQUELINE
Porque agora você pode ter o que era do Walter, mostra pra esse velho arrogante que você merece a vice-presidência do grupo Blackwell.
THÉO
Mamãe, eu não quero a vice-presidência de nada, já acho um porre ter que ser a sombra do papai e do tio William em tudo, é um saco ficar em escritório, sabia?
JAQUELINE
Vou fingir que não ouvi isso. Théo, meu amor, presta atenção, você terá mais dinheiro do que tem agora e terá o poder das empresas nas mãos, você será o braço direito do Peter, pensa bem, meu filho.
Jaqueline beija o rosto de Théo.
JAQUELINE
Você já tem um lugar de destaque por ser o único neto homem do Peter, e isso eu dei a eles, o orgulho da família, agora mostra pra todo mundo que você é capaz de estar no poder.
Théo sorri.
THÉO
Entendi o recado, mamãe.
JAQUELINE
Ótimo, então vai lá bajular o velho e eu vou levar um presente para seu pai, detesto ver ele tão triste.
Cena 8/Ext./Mansão Blackwell/Quadra de Esportes/Dia.
Arthur jogando tênis no paredão, Jaqueline se aproxima.
JAQUELINE
Que bom te ver aqui, meu amor.
ARTHUR
Eu vim tentar tirar a tensão, Jaqueline.
JAQUELINE
Trouxe um presente para você.
Jaqueline entrega uma caixa de doces finos para Arthur, que não pega a caixa e continua jogando.
ARTHUR
Obrigado, deixa no nosso quarto.
Arthur se afasta. Em Jaqueline, séria, pensativa.
JAQUELINE
Isso não é bom...
Cena 9/Int./Produtora Blackwell/Dia.
Brenda e Melanie entram, se aproximam da recepção.
BRENDA
Eu posso saber qual é a urgência?
RECEPCIONISTA
O de sempre, Brenda. O Heitor está dando ataques lá dentro, ele não quer usar o cenário que você escolheu para o comercial.
BRENDA
Ataque? Ele vai ver o que é um ataque.
Brenda entra. Amber está pensativa, Vinicius se aproxima.
VINICIUS
Tudo bem, meu amor?
AMBER
Está sim, só estava pensando no testamento do meu tio.
VINICIUS
Você acha que ele te deixou alguma coisa?
AMBER
Espero que sim, mas o que me preocupa é se ele deixou alguma coisa para o Théo, ele não merece ter mais nada.
Cena 10/Int./Produtora/Estúdio/Dia.
Brenda entra, brava, se aproxima de Heitor.
BRENDA
Eu peço um dia para ficar longe da produtora porque mataram o meu tio e o que acontece? Me ligam porque você está causando problemas!
HEITOR
Eu não pedi para te chamarem aqui, Brenda, sei resolver tudo sozinho.
BRENDA
O que aconteceu?
HEITOR
Eu, como diretor, não gostei do cenário para o comercial, acho que vai ficar feio no vídeo, pedi que arrumassem outro e falaram que não tinha.
BRENDA
É claro que não tem, eu mandei fazer só um.
HEITOR
Porque é despreparada, qualquer produtor que se preze pede dois no mínimo, agora tenho que ver o que faço com esse cenário.
BRENDA
Eu dou um jeito.
Brenda pega um martelo que estava em cima de uma mesa, começa a quebrar o cenário. Heitor se assusta, mas disfarça. Amber e Vinicius entram preocupados e assistem Brenda bater com o martelo no cenário todo até ficar cansada. Ela se aproxima de Heitor, o encara séria.
BRENDA
Problema resolvido! Se vira e faz como você quer! E peço que respeite o meu luto!
Brenda joga o martelo no chão, sai brava. Em Heitor, assustado.
HEITOR
Isso deve ser TPM.




Cena 11/Ext./Balada/Noite.
Renan e Théo estão em frente à casa noturna.
RENAN
Estou com saudades da Alicia, ela não diz quando vai voltar, quer fazer surpresa.
THÉO
Minha prima é imprevisível mesmo.
Yorrane está vindo na mesma direção que Théo e Renan, quando Demétrio se aproxima e a puxa forte pelo braço.
DEMÉTRIO
Eu sabia que iria te encontrar aqui!
YORRANE
O que é isso, Demétrio, ficou louco! Me solta!
Demétrio chacoalha Yorrane, a segura mais forte.
DEMÉTRIO
Mulher minha não fica solta em balada! Vamos pra casa!
YORRANE
Há dois meses não temos mais nada! Me deixa em paz!
Renan e Théo vêem Demétrio e Yorrane.
RENAN
Théo, aquela é a moça do restaurante.
Théo observa Demétrio, fica sério.
THÉO
Fica aqui, já volto.
Yorrane, nervosa, se solta de Demétrio.
YORRANE
Para com essa perseguição, Demétrio! Eu vim aqui para me divertir e é o que vou fazer, eu mereço porque trabalho e ainda estudo! E você faz o quê? Rouba as pessoas?
Demétrio levanta a mão para dar um tapa em Yorrane, Théo segura o braço de Demétrio.
THÉO
Se eu fosse você não faria isso.
Demétrio encara Théo com raiva.
Cena 12/Int./Mansão Blackwell/Sala/Noite.
Peter está com um envelope na mão, Arthur se aproxima.
ARTHUR
O que é isso, papai?
PETER
Uma cópia do testamento do Walter.
ARTHUR
Como você conseguiu?
PETER
Pagando, como mais seria? Eu não aguento esperar até amanhã, o futuro do grupo pode estar aqui.
Peter abre o envelope e começa a ler, Arthur observa. Margareth desce as escadas, Peter se mostra sério por alguns instantes, com raiva.
PETER
Mais que absurdo é esse?
ARTHUR
Algum problema, papai?
PETER
Walter diz aqui que tem uma filha e que quer que ela ocupe o lugar dele no grupo, e que até ela se adaptar você será uma espécie de tutor dela...
ARTHUR
Como? Walter tem uma filha?




PETER
Isso aqui só pode ser engano, aqui diz que Walter foi casado e que teve uma filha, mas isso é mentira!
MARGARETH
É verdade, Peter, nosso filho realmente estava casado, se separou há poucos meses e sim, ele tem uma filha.
Peter incrédulo encara Margareth.
PETER
É algum tipo de brincadeira? Se for pode parar porque não tem graça.
MARGARETH
Não é brincadeira, Walter se casou em segredo, teve essa filha em segredo, da família apenas eu sabia disso tudo, sabe por quê? Porque Walter sabia que você não iria aprovar a mulher que ele escolheu por ela não ter milhões na conta.
Peter, enfurecido, joga o testamento no chão.
PETER
O que eu não aprovo é o absurdo que está nesse maldito testamento! Eu não vou entregar o meu grupo nas mãos de uma desconhecida! Esse testamento tem que ser anulado!
Margareth, altiva, encara Peter, Arthur observa, pensativo.
Fim do Capítulo

Relacionados

0 comentários: