0:00 min       FOLEY BOYS     SÉRIE
49:00 min    

WEBTV APRESENTA
FOLEY BOYS


Série de
EDUARDO SOARES DE AVELLAR


Episódio 19 de 21







Asher Book em off – Nos episódios anteriores de Foley Boys.
Cena: Rua Qualquer – Ext. Fim da tarde
Leo (coçando a cabeça) – Eu sei, mas é que... Eu tenho pensado nisso ultimamente.
Julia (cruzando os braços) – O que, já quer terminar comigo no primeiro obstáculo? E no dia dos namorados, ainda por cima... Ou você só queria mesmo ir pra cama comigo?
Leo – Não, não. Pelo amor de Deus, não pense desse jeito. (...) Eu andei pensando nisso tudo e acho que você devia ter mais tempo com a sua irmã. Sabe, vocês deviam sair juntas, conversar mais... Assim como... Como eu e meu filho.
(...)
Julia – Não vejo mais o porquê de estar aqui.
Julia se vira e segue caminhando.
Leo – Julia!
Cena: Bronx High – Int. Manhã
Liam – Assim... O motivo de o Brick estar ficando com a Lucy, é que... Foi culpa minha.
Ethan – Não cara, ele é um idiota.
Liam – Ethan, você não tá entendendo.
Ethan – O que?
Liam – Fui eu que apresentei os dois.
Ethan (abismado) – O que?
Liam (leve desespero) – Eu não sabia que ela era a Lucy, a sua Lucy, e ele não queria ficar sozinho no dia dos namorados e eu fui e...
Ethan (interrompendo) – Como é que é? Você tá me dizendo que eles estão juntos porque você...
Liam (expressão de culpa/ cortando-o) – Sim, fui eu. Eu apresentei os dois.
(...)
Liam – Ethan, eu não fiz por mal.
Ethan (suspira) – Tá bom, Liam.
Ethan sai, deixando Liam ali parado, pensativo.
Cena: Rua Qualquer – Ext. Noite
Hanna – Então quer dizer que a sua mãe quer me conhecer?
Aiden (fingindo animação) – Yey!
Hanna – O que foi? Não está animado?
Aiden – Não é isso... (os dois param de caminhar) É que... Sei lá, é a minha mãe.
Hanna – Aid!
Aiden (olhando para o lado algumas vezes) – Tá bom, eu sei.
Hanna (guiando o rosto dele pelo queixo para olhá-la) – Não vai ser nada de mais, prometo. Relaxa! Quem devia estar nervosa era eu!
Cena: Faculdade de Leo – Ext. Manhã
Julia – Ainda estudando bastante?
Leo – Sim... Está chegando a formatura e... Sabe como é, né.
Julia – Sei, sei...
Leo – Provas finais chegando, projeto final...
Julia sorri levemente e notamos certo embaraço entre os dois.
Leo (respira fundo) – Olha, Julia...
Julia puxa Leo inesperadamente beija seus lábios levemente.
Julia – Eu... Meio que... Senti a sua falta.
Cena: Bronx High – Int. Manhã
Liam avista Ethan abrindo seu armário, com um bolo de papéis nas mãos. Ele começa a pôr os papéis dentro do armário.
Liam – Ethan!
Ethan leva um susto, forçando os papéis rapidamente.
Ethan (assustado) – Liam?
Ethan solta alguns papéis, que caem no chão.
Liam (abaixa-se e paga um dos papéis) – O que é isso? (olhando para o papel) Ethan!
Ethan – Oi Liam!
(...)
Liam (furioso) – Está na cara que ele fez cópia do meu desenho e espalhou pra todo mundo, mesmo sabendo que eu tenho vergonha de mostrar qualquer tipo de desenho meu!
(...)
Sr. Frist (aproximando-se com um papel da caricatura nas mãos) – Liam!
Liam enxuga a lágrima e olha para o diretor.
Sr. Frist – Na minha sala agora.
Liam olha rancorosamente para Ethan, se vira e sai, acompanhando o diretor.
- - - - - - - - - - - - - - -
FADE IN
Barbearia – Int. Tarde
[música: “Revolution” – The Beatles tocando num rádio]
Imagem abre em uma barbearia de frente para Leo e Liam, que estão sentados um ao lado do outro conversando, enquanto dois barbeiros cortam seus cabelos. Percebemos que também há outras pessoas cortando o cabelo ou fazendo a barba, ou até mesmo esperando sentados lendo revistas e conversando.
Leo – Sabe quem foi ontem lá em casa te chamar pra caçar grilo?
Liam – Sei.
Leo – E sabe quem ligou depois te chamando pra brincar de atirar em pássaros com estilingues?
Liam – Sei, mesmo sabendo que não tenho mais 10 anos de idade. E saiba que às vezes ainda penso naquele passarinho que matei.
Leo – Eu sei, rainha do drama. Você preparou o enterro e ficou de luto por uma semana. (os barbeiros riem)
Liam (sério) – Eu fiquei muito mal!
Leo – Ah, e sabe quem...?
Liam (interrompendo-o) – Pai, eu sei que o Ethan está me ligando direto, mas não dá. Estou muito ocupado ultimamente. Eu tive provas, testes na natação, tenho que terminar um livro pra devolver amanhã...
Leo – Liam, ele é o seu melhor amigo.
Liam – Ou pelo menos costumava ser.
Leo – Qual é! Vocês nunca ficaram tanto tempo sem se falar. Isso aconteceu há uma semana e eu não te criei pra ser rancoroso.
Liam – Mas eu falei com ele por esses dias.
Leo – Mesmo? Pois eu não vi.
Liam – Você estuda onde eu estudo por acaso? Olha, anteontem no jornal da escola eu falei com ele e hoje de manhã no trabalho em grupo também. Satisfeito?
Leo – Ok.
Os dois ficam em silêncio por alguns instantes, apenas encarando os espelhos enquanto os barbeiros fazem seus trabalhos.
Liam – Eu vou falar com ele, ok?
Leo – Quando?
Liam – Quando eu tiver mais tempo.
Leo – Aham.
Liam (desconversando) – E você com meu avô?
Leo (leve suspiro) – O que tem o Mussolini?
Liam – Você também não tem falado com ele, pelo que eu saiba.
Leo – Por causa do lance da mensalidade que eu voltei a pagar.
Liam – Sim, mas depois que eu conversei com ele, você não...
Leo (interrompendo-o) – Ok, ok, ok, garotão.
Liam – Tá vendo como você é? Não gosta de falar dos assuntos.
Leo (olhando para Liam através do espelho) – Olha quem fala! (olhando novamente para frente) E aqui não é hora, nem local.
Os dois ficam em silêncio. Os barbeiros tiram as capas e eles se levantam.
Leo (tirando a carteira do bolso/ a um dos barbeiros) – Quanto deu?
Barbeiro #1 – 14 dólares.
Liam chega perto do espelho e começa a se olhar, enquanto Leo termina de pagar. Liam passa a mão algumas vezes em seu cabelo e fica observando. Após pagar, Leo se aproxima do espelho e também dá uma ajeitada em seu cabelo. Notamos que Leo e Liam realizam os movimentos de maneira sincronizada, primeiro com a mão esquerda e depois com a direita. Eles inclinam um pouco a cabeça para frente e depois para o lado, permanecendo com o olhar voltado para o espelho. Os barbeiros se entreolham.
Leo (virando-se para os barbeiros/ acenando com a cabeça) – Valeu! Até a próxima!
Liam (aos barbeiros) – Obrigado.
Os dois se dirigem para a saída, enquanto mais duas pessoas que aguardavam, ocupam as cadeiras vagas, aguardando sua vez com os barbeiros. Leo abre a porta, Liam passa e ele sai em seguida.
Barbeiro #2 (impressionado/ de braços cruzados) – Como é que pode, né?
Barbeiro #1 – Tal pai, tal filho...
Um dos dois sorri e eles se viram para continuar o trabalho.
[música cessa]
FADE OUT



FADE IN
Bronx High / Corredor – Int. Manhã Seguinte
Imagem foca Liam, com dois livros nas mãos, fechando seu armário. Ele se vira e começa a caminhar pelo corredor, passando por alguns estudantes. Ao dobrar para o outro corredor, avista Ethan vindo em sua direção. Ele para, respira fundo olhando para o lado algumas vezes, e volta a caminhar. Eles se entreolham, mas logo Liam é interpelado.
Sr. Frist (pegando Liam pelos braços) – Liam!
Liam (levando um susto) – Senhor Frist!
Sr. Frist – Acompanhe-me, por favor.
Liam (apontando para o corredor que seguia) – Mas eu vou ter aula de alemão agora e... (Ethan passa direto por eles)
Sr. Frist – Ah, mas você é um aluno excelente em alemão. A professora não tem do que reclamar.
Liam – Mas...
Sr. Frist – Eu te dou uma autorização para entrar na sala após o horário. Não se preocupe.
Liam coça a cabeça, receoso.
Liam – O que, já não basta a advertência que o senhor me deu na semana passada por causa do lance da caricatura do senhor Hoyt?
Sr. Frist – Não é isso...
Liam – Não, porque o senhor já manchou a minha ficha e corro o sério risco de ser deixado de lado na pilha de inscrição pra admissão em Yale.
Sr. Frist – Dá pra me acompanhar e parar de falar? Deus!
Liam afirma com a cabeça e eles seguem na mesma direção. O sinal toca e o corredor vai esvaziando lentamente. Corta para outro corredor. Vemos o diretor e Liam caminhando. Eles passam por um bebedouro, dobram num corredor sem saída e o diretor para de caminhar subitamente, fazendo com que Liam esbarre nele. Os dois estão de frente para uma parede.
Liam – Desculpa. (olhando para frente)
Sr. Frist – Vê isso?
Liam – O que seria exatamente “isso”?
Sr. Frist (apontando para frente) – Isso!
Liam (estranhando) – A parede?
Sr. Frist – Exato.
Liam – Sim, eu vejo. (pausa) É uma parede.
Sr. Frist – Sim.
Liam – Não tem passagem, é apenas um vão inútil que atrapalha o corredor. Aposto que foi erro de construção. (Frist o olha seriamente) Desculpa, é que eu aprendi muitas coisas com meu pai. Ele faz faculdade de arquitetura e vai se formar em... Deixa eu ver, hoje é sexta, dia da última prova dele, então... (contando nos dedos) sábado, domingo, segunda... Mas aí tem a sexta que vem... Enfim, não sei exatamente, mas é daqui a alguns dias e... (Frist permanece encarando-o) O senhor não está interessado, certo?
Sr. Frist – Bom, devido à descoberta e ao afloramento de seus dons artísticos...
Liam – Pegou mal essa frase.
Sr. Frist (continuando) – Eu decidi te dar essa parede.
Liam (estranhando) – E como vou levar pra casa?
Sr. Frist (bufa) – Meu Deus do céu... Você é difícil, hein? Sabe, você parece esperto demais pra umas coisas, mas pra outras...
Liam – Eu não entendi o seu ponto.
Sr. Frist – Eu decidi te dar essa parede, para que você a utilize para se expressar, se é que você me entende.
Liam – Não, eu não faço essas coisas.
Sr. Frist (olhando para o alto) – Senhor! (volta a olhar para Liam) Liam, não estou falando em tom de maldade, mas é que eu sei que você desenha bem.
Liam – Sim, e agora toda escola já sabe.
Sr. Frist – Então eu quero te dar essa parede, a fim de que você possa se expressar.
Liam fica calado por um momento e o diretor põe as mãos na cintura.
Liam (dando-se conta) – Ah! Você quer que eu desenhe algo na parede?
Sr. Frist (erguendo os braços como se agradecesse algo) – Aleluia!
Liam – Mas por que você quer que eu desenhe algo na parede?
Sr. Frist – Porque fiquei fascinado com a caricatura que você fez do professor Hoyt. Ele odiou, claro, mas teve que admitir que o desenho ficou fantástico.
Liam – Mas era só uma caricatura! Digo... Como pode ter certeza que eu desenho bem, se aquilo é apenas uma caricatura? Qualquer um faz uma caricatura!
Sr. Frist – Eu me lembro que uma vez você pediu ao Brick para que fizesse parte dos quadrinhos do jornal da escola.
Liam (franze as sobrancelhas/ fingindo) – Eu?
Sr. Frist – E ainda disse que modéstia à parte, desenhava muito bem.
Liam – Então. Desenhava! Tá vendo?
Sr. Frist Desenha! A minha frase está no passado.
Liam (suspira) – Tá bom, olha...
Sr. Frist – Eu estava entrando em casa, quando vi que minha filha estava assistindo algo na TV. Não sei bem do que se tratava, se era filme ou série... Mas enfim, eu parei pra ver a cena e me dei conta de que o diretor do colégio deu uma parede pra uma aluna pintar. Então achei que seria legal aplicar a ideia aqui também, sabe? O que acha? (Liam torce os lábios, pensativo) Liam, eu só quero que você pense em algo legal pra desenhar na parede, sabe? (Liam coça a cabeça) Nada de pichações ou algo que ofenda a integridade e a honra das pessoas ou da instituição, mas sim... Algo criativo. Pense nisso, traga-me ideias e te darei um balde de tinta.
O diretor se retira, deixando Liam parado, encarando a parede.
Corta para:
AQT Group – Int. Manhã
Vemos Monica no balcão fazendo algumas anotações, enquanto Leo está debruçado sobre o mesmo, de frente pra ela.
Monica (escrevendo algo/ sem olhar para Leo) – Tá bom, já chega! Deixa de ser um bebê e para de chorar! Já ouvi o suficiente e meus ouvidos doem.
Leo (impaciente) – Mas tenta entender o meu lado! Estou com essa grande maquete que tenho que terminar pra ontem, tenho a última prova da minha vida hoje à tarde na faculdade e ainda posso ser demitido! Estou uma pilha de nervos e não sei o que fazer.
Monica – Cara... (para de escrever)
Leo – O que?
Monica (levantando-se) – Relaxa e curte os seus últimos dias de trabalhador.
Leo (pondo-se de pé) – Sua sem-graça!
Monica – Leozinho querido, isso acontece! (dando a volta no balcão) Um dia você está rico, outro dia pobre. Um dia você está famoso, no outro está vendendo latinha de refrigerante no sinal. Um dia você está trabalhando e no outro não. É normal! Isso se chama “vida”! (fica de frente para Leo)
Leo – Eu juro que pela primeira vez eu tive a esperança de que você dissesse “não fica assim” ou “vou te ajudar no que for possível”.
Monica (com as mãos na cintura) – E você esperava ouvir isso de mim?
Leo – É... (olha para o lado) Não mesmo.
Nesse momento, Adam se aproxima segurando algumas pastas. Monica ajeita o cabelo e apoia seu cotovelo no balcão, pondo a outra mão na cintura.
Leo – Adam!
Adam – Olá pessoal.
Monica (abanando-se) – Oi.
Adam põe as pastas no balcão e começa a reorganizá-las.
Monica (sorrindo) – Ajuda?
Adam (sorri) – Não, obrigado.
Monica ergue uma das sobrancelhas, voltando a ficar séria.
Leo – Mas e aí, Adam? Como vão as coisas com você?
Adam – Na verd...
Leo (interrompendo-o) – Viu a parada?
Adam (pegando as pastas novamente) – Que “parada”?
Leo (rápido) – Você disse que ia ver pra mim sobre o meu estágio. Sabe, o fato de ser cancelado e que vou pro olho da rua...
Adam (espantado) – Que?
Leo – Desculpa estar te pressionando e desculpa te interromper toda hora só pra falar sobre isso, mas é que eu tô numa pilha de nervos!
Adam – Eu não disse que você ia pra rua definitivamente.
Leo – Se não é definitivamente então é temporariamente?
Adam – Não, eu disse que iria ver com o dono da empresa o que ele realmente quer e se você iria mesmo embora.
Leo (ansioso) – E aí?
Monica – Leo, adorei mesmo ter trabalhado com você todos esses anos. Do fundo do meu coração.
Monica se vira e volta para trás do balcão.
Leo (ansioso) – E você viu?
Adam – Aham.
Leo (passando a mão na cabeça) – Ai meu Deus, eu tô no olho da rua. É o fim!
Adam – Leo...
Leo (desanimado) – Olha Adam, obrigado por tudo, viu? (tendo uma ideia) Já sei! Você poderia me contratar, o que acha? (olhando para o lado) Mas aí ia ter que ser por debaixo dos panos. (olhando para Adam) Você acha que ele desconfiaria? Digo... Ele nunca aparece aqui mesmo! (olhando para o lado) Mas ele confere a papelada toda de contratação...
Monica (a Leo) – Com quem você fala quando olha pro lado?
Leo (olhando para Adam) – Tudo bem que ele é uma pessoa legal, que tolerou e considerou o fato de eu ser o único quase arquiteto da empresa, e o fato de eu ter o Liam. Então ele poderia considerar também o fato de que eu vou me formar, ou não, afinal, qual empresa no mundo tem o mesmo estagiário por 3 anos? E isso tudo por causa do Liam!
Adam – Posso falar agora?
Monica – Fale, pelo amor que você tem a Deus! Nem o duende que está ao lado dele está prestando atenção.
Leo (à Monica) – O que?
Monica – E eu não aguento mais ouvir coisas sem sentido.
Leo – Foi mal.
Adam (bufa) – Enfim... Leo, ele levou tudo em consideração sim. Você estava se precipitando à toa.
Monica (parando de escrever) – Que?
Leo (esperançoso) – Como assim?
Adam – Lembra que eu falei que ele não queria você como estagiário?
Leo – Sim, sim. (cruza os braços/ franze as sobrancelhas) E ele acha que eu estou acomodado. Hã! Aquele velho... (olha para Adam) Senhor. Velho senhor.
Adam – Então, ele não quer ter você como estagiário porque quer te contratar.
Leo (descruza os braços/ arregala os olhos) – O que?
Monica (soca o balcão) – Droga! (Adam olha para ela) Borrei formulário aqui... (força o sorriso)
Leo (indignado) – E só agora ele quer me contratar?
Adam (põe as pastas no balcão) – Espera aí... (coça a cabeça) Não entendo.
Leo – Simples! Primeiro ele diz através de você que não me quer mais aqui como estagiário. Parece até Deus usando você como padre, mas enfim. Depois causa todo o dano no meu cérebro, me faz dormir pouco e ficar ansioso demais. E agora vem com essa de querer me contratar? (Adam estranha) Se fosse pra fazer todo esse estardalhaço, por que não me contratou antes?
Adam – Você não queria ser contratado?
Leo – Sim, mas...
Adam – Vá comemorar, homem!
Monica – Para de fazer doce e pula aí no meio do hall de uma vez.
Adam – A não ser que você não queira mais ser contratado e...
Leo (cortando-o) – Não, não, não, não... Não precisa falar de novo. Eu aceito sim. Pronto.
Adam (pegando as pastas do balcão) – Ok. Então vamos à minha sala acertar a papelada da sua contratação. (Leo sorri, mostrando os dentes) Até mais, Monica.
Adam se vira e sai. Leo olha para Monica, enquanto ela permanece séria.
Leo (radiante) – Eu vou ser contratado!
Monica (fingindo comemorar) – Uhul!
Leo (empolgado) – CA-RA-CA! (Monica gira os olhos/ Leo dá a volta no balcão) Eu vou ser contratado de vez! Não é o máximo? Meu salário vai aumentar e eu vou ser contratado!
Ele abre os braços para abraçá-la e se aproxima.
Monica (reclinando-se com a cadeira para trás) – O que você tá fazendo?
Leo (solta uma risada/ ainda de braços abertos) – Vou te dar um abraço.
Monica (estranhando) – Por quê?
Leo (aproximando-se/ ainda de braços abertos) – Vem cá.
Monica se inclina um pouco mais pra trás.
Leo – Vem, Moniquinha!
Ele abraça Monica e ela faz cara de repulsa, permanecendo com os braços abaixados.
Leo (apoia seu queixo no ombro dela) – Não seja coração de pedra e me abraça também, vai! (Monica permanece imóvel) Se entrega, se entrega!
Ele ri, enquanto ela apenas dá algumas tapinhas no ombro dele.
Leo (afastando-se) – Viu? Não foi tão difícil!
Monica ajeita sua cadeira de volta e passa a mão em sua roupa, como se estivesse se limpando.
Leo – Falta só você se entregar um pouco mais, mas um dia você chega lá! (Monica ergue uma sobrancelha) Bom, tenho que estudar pra prova de hoje e vou aproveitar que não há trabalho. Beijo.
Leo sai e Monica o acompanha com um olhar seco, enquanto passa a mão em seu ombro, ainda como se estivesse se limpando.
Corta para:
Sala do Romans Bronx – Int. Tarde
Vemos Brick sentado a uma mesa mexendo num notebook, enquanto Liam entra na sala, com sua mochila pendurada nas costas.
Liam – Brick!
Brick – Sim?
Liam – Tenho uma coisa pra te entregar.
Liam põe sua mochila em cima da mesa e a abre.
Brick (empurrando a mochila) – Dá pra tirar esse lixo de cima da minha mesa?
Liam (empurrando-a de volta/ retira um papel de dentro) – Está te atrapalhando?
Brick – Sim!
Liam (bufa/ pendura sua mochila nas costas) – Toma.
Liam se vira e começa a caminhar em direção à porta.
Brick – Ah, que bom. Sua última matéria!
Liam (voltando/ preocupado) – O que?
Brick – Sua última matéria.
Liam (aliviado) – Ah, sim. A do mês.
Brick – Não, a da sua vida.
Liam (arregalando os olhos) – Como é que é?
Brick (levantando da cadeira/ cruzando os braços) – Qual o conceito da palavra “última” pra você?
Liam – O que vem depois... De tudo? Eu acho.
Brick – “Última” é última. É o fim. Acabou. Até nunca mais. Arrivederci.
Liam – Mas como assim? Você quer dizer que...
Brick (apontando para a porta) – A saída é ali. (senta-se novamente)
Liam – Você está me expulsando do jornal? (Brick finge surpresa) Mas isso é um absurdo!
Brick – Então quer dizer que você já estava se identificando com a parte de fofoca?
Liam – Não!
Brick – Então, Dorothy, a saída é ali.
Liam – Na verdade eu esperava que você fosse me promover a desenhista da parte de quadrinhos.
Brick (voltando a mexer no laptop) – Ilusão a sua.
Liam – Então é assim? Simplesmente eu tô fora e acabou?
Brick – É.
Liam – Então acabou, acabou?
Brick – Sim. Acabou, acabou.
Liam – Nem um “obrigado” ou “valeu cachorro”?
Brick olha para Liam e faz um “valeu” com a mão.
Liam – Posso saber pelo menos quem vai ficar no meu lugar?
Brick – Josh. Ele prefere entretenimento.
Liam – Ah, o seu amiguinho que estava na parte dos quadrinhos e que mal sabia desenhar boneco de palito.
Brick – Amizade é amizade, trabalho é trabalho. Ele não dormiu comigo, se é o que você está insinuando. Ele conseguiu por conta própria.
Liam – Mas ele nem sabe ler direito!
Brick – Foley! Na vida, temos que dar oportunidades a todos os pobres coitados. Se a sua passou, não reclame e agradeça a Deus por ter conseguido. Seja solidário para com o próximo e bola pra frente.
Liam – Tá, mas... Se ele vai ficar com a minha parte, logo a parte de quadrinhos vai ficar vazia.
Brick – Não vai ficar vazia. O Ethan vai ficar lá.
Liam (suspira) – E por que o Ethan?
Brick – Porque ele me pediu.
Liam (irritado) – Mas eu te pedi isso há meses!
Brick – Pediu?
Liam – Já entendi o que tá acontecendo aqui.
Brick – Sim, você está fora do jornal. Deus! Como você é lento.
Liam – Você está sabendo que eu vou desenhar uma parede, que é mil vezes melhor que esses quadrinhos estúpidos e está todo com inveja, não é? Pode falar.
Brick – Tá maluco, Foley?
Liam encara Brick por um breve instante, dá as costas e sai da sala, furioso.
Corta para:
Quarto de Leo – Int. Noite
[música: “Waiting for the End” – Linkin Park vindo de outro cômodo, tocando num aparelho de som]
Vemos a porta do guarda-roupa aberto, enquanto Leo passa a mão nos cabides, procurando uma camisa. Ele está de calça jeans, sem camisa e de chinelos.
Leo – E por que você não deu uma bifa bem no meio da cara dele?
Liam (em off) – Porque eu poderia ser suspenso, isso iria pra minha ficha de novo e eu não iria pra Yale.
Leo – Hã.
Liam (entrando no quarto) – E eu não sou você.
Leo (retira uma camisa do cabide) – E essa?
Liam (olhando para a camisa) – Pega a cinza. (senta-se à beira da cama) E essa música agora?
Leo (põe o cabide de volta no lugar) – É boazinha. Sabe que as deles eu curto mais as antigas como “Numb” e “Faint”. Não gostei nada desse CD novo.
Liam – Mas essa música é tão “tchan”!
Leo – Mas então, te contei que uma vez eu fiquei com raiva de um carinha no colégio...
Liam – E bateu nele dentro da sala de aula com professor e tudo? Sim, me contou e eu já disse que não sou você.
Leo (retirando um cabide com uma camisa cinza) – Não sei como duas pessoas que são tão parecidas podem ser tão diferentes.
Liam – De novo...
Leo (completando) – Eu não sou você. Ok, entendi. (pausa) Mas então, meu pai ficou uma fera comigo e me deixou de castigo por uma semana. Resultado? Me rebelei e comecei a ouvir rock pesado em casa, mesmo não gostando.
Liam – Imagino...
Leo (põe a camisa) – E quanto mais eu ouvia o som metaleiro, mais eu o irritava e mais o castigo dobrava.
Liam (sorri) – E aconteceu o que depois?
Leo – A Brenda engravidou e eu saí de casa assim que você nasceu. Ou seja, meu castigo acabou de qualquer jeito. Ah, e... Sobre o Ethan ter ficado com o seu lugar...
Liam (sério) – O quê que tem?
Leo (senta-se ao lado de Liam) – Você não está chateado? Digo... Ele não desenha e era o cargo que você queria.
Liam – Não sei. Ainda não pensei nisso direito. Eu tenho pensado mais na parte da demissão do jornal.
Leo – Fica assim não, filho. (aponta para o par de sapatos ao lado dos pés de Liam) Pega ali pra mim. (Liam se inclina para pegá-los) Eu sei que você estava adorando fazer fofoquinha com as meninas...
Liam (entregando o par de sapatos) – Ei!
Leo – Mas deixa isso pra lá. Não esquenta a cabeça com jornalzinho de colégio. Você nem queria ter entrado nisso, pra início de conversa! O seu futuro é muito mais do que isso.
Liam sorri de canto, enquanto Leo tira os chinelos dos pés e começa a calçar os sapatos.
Liam – Qualquer um pode fazer parte daquele jornal idiota. Digo, antes era só quem realmente fazia um bom trabalho. Agora aquilo lá tá uma bagunça e qualquer um entra. Quer saber? Foi bom eu ter saído!
Leo – Boa, garoto!         
Liam – Não vai nem botar a meia, seu porco?
Leo – Eu não tenho chulé.
Liam – Mesmo assim.
Leo olha para Liam e aponta para ele. Em seguida se levanta e vai até a gaveta de seu guarda-roupa.
Liam – E o lance lá do seu trabalho?
Leo (pega um par de meias) – Deu tudo certo, graças a Deus. (fecha a gaveta e volta para a cama)
Liam – Ufa, que bom. Você tinha me ligado desesperado na hora o intervalo e eu só tinha ouvido “Liam”, “porcaria” e “contrato”. Não entendi nada e não consegui falar com você depois.
Leo (calçando as meias) – Meu celular tinha descarregado.
Liam – E a prova?
Leo – Tava tranquila... Dessa vez eu nem precisei colar.
Liam – Estou orgulhoso de você.
Leo (pondo-se de pé/ segue até a cômoda) – Agora eu tenho que me concentrar na maquete e terminá-la o mais rápido possível. Mas... Preciso relaxar agora. (colocado perfume) Foi muita pressão hoje.
Liam se levanta e Leo se aproxima. Ele dá um abraço em Liam e beija sua testa.
Leo – Tô indo nessa.
Liam – Juízo lá com a Julia.
Leo – Juízo é o meu segundo nome.
Liam – Leo “Juízo” Foley.
Leo – Depois de Foley, é claro.
Liam – Leo Foley “Juízo”. Não, ainda prefiro a primeira opção.
Leo – Vai fazer alguma coisa?
Liam – Estudar.
Leo – Tá de sacanagem com a minha cara? Hoje é sexta!
Liam – A Chelsea foi pra cidade antiga dela passar o fim de semana com a irmã e o Ethan... Você já sabe.
Leo – Fui! Qualquer coisa me liga. E dessa vez eu atenderei, juro.
Liam – Ok.
Leo – Tchau.
Leo sai do quarto e Liam permanece, olhando para o nada.
[música cessa]
Corta para:
Casa de Aiden / Sala – Int. Noite
Vemos Aiden e sua mãe, Norah, terminando de arrumar a mesa para o jantar. Notamos que tudo está muito bonito e bem feito.
Norah (colocando o último prato à mesa) – Só quero ver.
Aiden (colocando os copos à mesa) – Mãe, já chega. A Hanna já está chegando pro jantar.
Norah – E se eu não gostar dela?
Aiden – Você nunca gosta de ninguém que eu trago aqui. Então não vai ser nenhuma surpresa. (a campainha toca) É ela. Mãe, por favor!
Norah (erguendo as sobrancelhas) – Tá!
Aiden se dirige até a porta e a abre. Câmera gira e vemos Hanna, vestida com uma calça jeans, sapato baixo e uma blusa branca com alguns detalhes. As mangas da camisa vão até o antebraço. Hanna está com o cabelo solto e com uma bolsa simples.
Hanna (inclina a cabeça para o lado/ sorrindo) – Olá!
Aiden (admirando-a de cima a baixo) – Uau!
Hanna – O que foi?
Aiden (maravilhado) – Você... Você tá linda!
Hanna (sem jeito) – Que isso! São seus olhos.
Ela ri e Aiden a beija de leve.
Aiden (sorrindo) – Entra, entra.
Aiden pega a bolsa e Hanna entra. Ele fecha a porta em seguida.
Hanna – Olá!
Norah (desconfiada) – Você é a...?
Hanna – Hanna.
Norah (olhando-a de cima a baixo) – Prazer.
Hanna – Então quer dizer que a senhora é a famosa mãe do Aiden? Nossa...
Norah (cortando-a) – Vai fazer igual nos filmes e dizer que ele fala muito bem de mim pra tentar me impressionar?
Aiden e Hanna se entreolham rapidamente.
Hanna – Na verdade ele nem falava muito da senhora.
Norah (cruza os braços/ encara Aiden) – Ah, não?
Aiden – Mas também não é bem assim né, Hanna.
Norah – Como você ousa não mencionar a sua sagrada mãe à sua namorada?
Aiden (à Hanna) – Gosta de assado?
Hanna – Sim.
Norah (a Aiden) – Tá querendo esconder a minha existência? (à Hanna) Quer saber, Hanna, não ligue. Ele é assim mesmo, esse coração gelado que nem se importa com sua própria mãe.
Aiden – Eu vou à cozinha trazer o jantar. (sai)
Norah – Ô homem difícil!
Hanna (cochichando) – Foi o que eu disse a ele!
Norah (impressionada) – Não! Jura?
Hanna – Sim, foi quando estávamos conversando sobre eu vir aqui jantar. Sabe, ele estava receoso em me apresentar à senhora. Vê se pode! Nunca vi relacionamento em que os envolvidos não conhecem os sogros.
Norah (impressionada) – É verdade!
[música: “I’ve Got a Feeling” – Ivy]
As duas continuam conversando. Câmera mostra Aiden mais afastado, apoiado no batente da porta da cozinha, apenas observando-as. Ele sorri de canto, com certo ar de preocupação.
Corta para:
Quarto de Julia – Int. Noite
Vemos Leo e Julia deitados na cama se beijando abraçados, cobertos por um lençol. Eles terminam o beijo e se afastam um pouco. Câmera os mostra de cima. Eles se viram, ficando deitados olhando para o teto. Eles se entreolham e permanecem assim por alguns instantes.
Julia (radiante) – Adoro essa troca de olhares.
Leo sorri e lhe dá um selinho de leve.
Julia – Você parece meio preocupado desde que chegamos aqui. O que houve?
Leo se senta na cama e ajeita o lençol e Julia faz o mesmo em seguida. Ela põe sua mão no queixo de Leo e o puxa suavemente. Ela lhe dá um beijo rápido e leve.
Julia – O que foi? Foi algo que eu fiz?
Leo – Não. Claro que não!
Julia massageia o ombro dele com uma mão, enquanto a outra segura o lençol em seu próprio corpo, se cobrindo.
[música anterior cessa lentamente]
Julia – Então se é por causa da minha irmã, fica tranquilo que ela foi dormir na tal da Ashley hoje.
Leo (passa as mãos no rosto) – Olha, Julia...
Julia – O que?
Leo – Você acha certo?
Julia – O que?
Leo – Isso. Nós!
Julia (bufa/ afastando-se) – Então tá. Você só queria sexo, não é?
Leo – Não, não, não. Claro que não!
Julia – Então qual é o problema?
Leo – Nós não estávamos juntos e agora... Estamos aqui.
Julia – Não estávamos juntos porque você terminou comigo.
Leo – Não propositalmente. Eu só queria que você e a sua irmã...
Julia (cortando-o) – Esquece essa história! É passado e não estamos aqui pra falar da Amy.
Leo – Ok, desculpa. (pausa) Então...
Julia – O que?
Leo – O que vai ser de nós dois a partir de agora?
Julia – Ah, Leo... O que você acha?
Leo – Se for pra continuar nos vendo... É melhor que a gente volte a namorar. (rápido) A não ser que você não queira pelo fato de eu ter... Feito aquilo.
Julia – De você ter terminado.
Leo – Coisa que eu não queria ter feito desde o princípio.
Julia – Ok, então a gente volta e vê no que vai dar.
Leo (receoso) – Tem certeza?
Julia – Aham...
Leo – Certo. Então... Estamos namorando de novo? Assim, do nada?
Julia – É... Estranho decidir isso depois do sexo, mas... Estamos namorando de novo.
Os dois sorriem e se beijam. Ouvimos o som de um celular vibrar em cima da mesinha que fica ao lado da cama.
Leo – É o seu?
Julia – Quem é o idiota que deixa o celular ligado numa hora dessas? (beija o pescoço de Leo)
Leo estica seu braço, tentando alcançar o celular que ainda vibra.
Julia (beijando Leo) – Não, não, não.
Leo (afastando-a/ sem olhar o celular) – Deve ser o Liam. Eu prometi que dessa vez eu atenderia, caso ele tenha algum problema.
Julia – Ok.
Leo pega o celular e o atende, sem olhar o visor.
Leo – Alô.
Aiden (off, tel) – Cara!
Leo (estranhando) – Liam? Que voz é essa? Tomou seu primeiro porre?
Aiden (off, tel) – Sou eu! Aiden!
Leo – Ok, obrigado por interromper a minha vida. Tchau.
Aiden (off, tel) – Espera, espera, espera, espera! Não desliga, estou com um grande problema aqui!
Leo – E não pode resolver isso sozinho? Você já é bem crescidinho, tchau.
Aiden (off, tel) – Espera! Cara, é sério!
Leo – Mas eu tô no meio de uma coisa aqui.
Aiden (off, tel) – Mas a minha coisa é mais importante.
Leo – Tenho certeza que não, mas... (coça a cabeça/ olhando para cima) Posso me arrepender profundamente, mas... Fala logo o que é, meu filho.
Julia (sussurrando) – O que o Liam quer? (Leo faz um sinal que “não” com o indicador)
Aiden (off, tel) – Cara, é a Hanna e a minha mãe.
Leo – O que houve? Elas estão se pegando no tapa? Sua mãe atirou uma panela na cabeça dela ou o que?
Aiden (off, tel) – Nada disso! Pelo contrário!
Leo – Que contrário?
Corta para:
Casa de Aiden / Cozinha – Int. Noite
Vemos Aiden na porta da cozinha, olhando eventualmente para a sala, onde Norah e Hanna estão. Ouvimos as vozes das duas ao fundo, como se conversassem empolgadamente, em meio a alguns risos.
Aiden – Elas estão se dando superbem.
Leo (off, tel) – Jura?
Aiden – Sim.
Leo (off, tel) – E você está preocupado com isso?
Aiden (coça a cabeça/ andando de um lado para o outro) – Cara, é da minha mãe que estamos falando.
Leo (off, tel) – Eu sei.
Aiden – Ela nunca aceitou e nunca foi com a cara de nenhuma namorada minha.
Leo (off, tel) – Eu sei.
Aiden – Você se lembra da Jen? E da Rachel, minha primeira namorada?
Leo (off, tel) – Lembro, lembro. Cara, relaxa! Fica tranquilo aí, viu? Você não tem nada com o que se preocupar.
Aiden – Tem certeza?
Leo (off, tel) – Sim. Elas só se deram bem, não é isso que você queria? Então! Aproveita, já que esse é um caso raro.
Aiden (observando as duas) – Ok… Vou tentar aliviar a tensão aqui.
Leo (off, tel) – É isso que estou tentando fazer e você está me atrapalhando.
Aiden – Caramba! Foi mal. Ah, mas eu falei num bom sentido, seu pervertido!
Leo (off, tel) – Mas eu não estou sozinho.
Aiden – Ah bom, que susto!
Leo (off, tel) – Tchau, Aiden.
Aiden desliga o telefone, sorri e segue para a sala.
Corta para:
Academia Body Gym – Int. Manhã seguinte
[música: “Somebody to Love (remix)” – Justin Bieber feat. Usher]
Câmera passeia pela academia e mostra algumas pessoas malhando. Vemos Leo se levantando de um aparelho e Aiden sentando em seguida. Leo pega sua toalha, que está pendurada no aparelho e seca seu rosto.
Leo – Vamos lá, bonitão.
Aiden começa a fazer seu exercício, enquanto Leo fica ao lado dele, incentivando-o. Notamos que Aiden faz algumas caretas por causa dos pesos.
Aiden (para de fazer o exercício) – Chega.
Leo – Mas são dez repetições.
Aiden – Já estou cansado!
Leo – Aiden... Qual é o objetivo aqui?
Aiden – Ficar sarado. Digo... Mais sarado!
Leo – Então!
Aiden faz cara de mau e começa a fazer o exercício novamente.
Leo (incentivando-o) – Força! Isso, meu garoto!
Emily (se aproximando) – Olá, rapazes!
Leo (vira-se/ surpreso) – Emily!
Emily – Eu.
Leo – Está sumida! O que anda fazendo? Se escondendo?
Emily – Não eu... Tenho andado ocupada com algumas coisas.
Leo – Sei.
Aiden se levanta do aparelho, com ar de cansaço.
Aiden (ofegante) – Terminei. Oi, Emily.
Emily – Tudo bem?
Aiden (ofegante) – Sim. E você?
Emily – Tô ótima.
Leo – Novidades?
Emily – Sim.
Leo – Sem ser sobre o seu namorado, claro.
Emily – É que... Eu vou me mudar.
Leo e Aiden (surpresos) – O que?
Emily – Calma rapazes! Eu não vou sair da cidade pra morar com meu namorado. Só vou sair do meu apartamento e vou morar com a minha mãe.
Leo (estranhando) – Morar com a sua mãe? (Aiden arranha a garganta) Sem ofensa aos demais presentes, claro.
Aiden – Eu acho bom.
Emily – Vou morar com ela, coitada. Ela tem andado bem depressiva desde que o cretino do meu pai saiu de casa pra morar com a cretina da amante. Aí eu conversei com o Chip e ele concordou.
Aiden – Ele concordou?
Emily – Sim. Eu vou botar meu apê pra alugar e vou morar com a minha mãe. O ruim é que o Chip vai ter que ficar indo e voltando direto de Hartford pra me ver.
Leo – Bom, pelo menos você vai ficar mais perto da gente.
Aiden – Bom, se precisar de ajuda com a mudança... Estamos aí.
Leo – Bom, eu até ajudo, mas só depois que eu terminar o projeto final. E você sabe, estou aqui dando uma espairecida. Depois vou cair dentro e perder o fim de semana.
Aiden – O que é um fim de semana pra quem perdeu a adolescência cuidando de um pirralho indesejado? (Leo suspira)
Emily – Tudo bem, rapazes. Obrigada pela ajuda, acho que vou precisar mesmo. Mas só não sei quando vou me mudar.
Leo – Ok.
Aiden – Só avisa com antecedência.
Emily – Ok. Mas e vocês? Vocês estão... Diferentes, sei lá. Mais empolgados, radiantes... Não sei explicar.
Aiden – Bom, é que nós estamos namorando.
Emily (arregala os olhos) – Que?
Aiden – Não, não... Eu quis dizer que nós estamos namorando. (Emily continua sem entender) Mas não um com o outro.
Leo – Aiden, meu amor. Sei que você quer assumir o nosso lance antigo, mas já percebeu que quanto mais você fala, mais se complica?
Aiden – Mas a Emily entendeu.
Emily – Eu entendi, Aiden. Não sou burra.
Aiden – Tá vendo, otário!
Emily – Se vocês estão namorando... Não um com o outro, claro... (a Leo) Quer dizer que você... Voltou com a Julia.
Leo (um pouco sem jeito) – É.
Emily ergue as sobrancelhas e olha para o lado, ajeitando seu cabelo. Leo coça a cabeça e Aiden cruza os braços. Os três ficam em silêncio por um instante.
Leo – Ontem eu vi a reprise de “South Park” em que o Justin Bieber teve a cabeça decepada por um monstro gigante.
Emily e Aiden se entreolham.
Leo – O que?
Emily – Por que citar o Justin Bieber?
Leo – A música dele tá tocando e ficamos sem assunto.
Emily e Aiden se entreolham novamente.
Emily – Bom, minha verdadeira aula de dança vai começar. Tchauzinho. (sai)
Aiden – Justin Bieber? Sério?
Leo dá de ombros.
[música cessa]
Corta para:
Rua Qualquer – Ext. Manhã
Vemos Liam caminhar com uma sacola nas mãos. Ele dobra a esquina e nota Ethan vindo em sua direção. Eles vão diminuindo a passada, até pararem. Liam fica um pouco sem jeito e abaixa a cabeça algumas vezes.
Ethan – Tá bom, olha. Vamos por partes. (Liam o encara) Um: Quando você me viu com os desenhos no armário, eu não tava espalhando eles. Pelo contrário. Eu estava tentando recolher e esconder de você, já que eu sei que você tem vergonha de mostrá-los. Só que eu vi que praticamente todo o colégio estava com uma cópia. Quando você chegou, eu me assustei e como reflexo fui tentar enfiar tudo de uma vez no armário, só que não deu certo e soou de maneira estranha. (Liam coça a cabeça toma ar para falar) Tudo bem, eu entendi o seu lado. E dois: Você já deve estar sabendo que eu fui passado pra parte dos quadrinhos, que é justamente a parte que você sempre quis em toda a sua vida.
Liam (fazendo pouco caso) – Pra começar eu nem queria entrar pro jornal.
Ethan – Deixar eu terminar, senão eu vou perder o foco aqui.
Liam – Ok.
Ethan – Então... Eu só quero que você saiba, que eu não quis em momento algum entrar nessa. Eu só quis entrar no jornal mesmo por causa da Ashley e eu já desencanei dela. Sei lá, eu fui ficando e... Fui ficando, só isso.
Os dois ficam em silêncio por um momento.
Ethan – Você me desculpa?
Liam – Ethan...
Ethan – Você me desculpa? Eu tentei falar com você a semana inteira e eu detesto estar brigado com você. (pausa) Você é meu melhor amigo, droga! E tenho tanta coisa pra te contar...
Liam – Posso falar agora? (Ethan assente com a cabeça) Então... Na verdade, eu é que tenho que te pedir desculpas. Eu simplesmente não quis te ouvir e fiquei muito bolado com o lance da advertência que eu tomei. Eu realmente pensei que você espalhou os desenhos e... Ah, quer saber? Dane-se! Todos descobriram que eu desenho. E daí? Ninguém deu a mínima mesmo. E os meus desenhos de verdade estão sãos e salvos em casa. Isso é que importa.
Ethan – O diretor deu a mínima. Até te deu uma parede!
Liam – Por causa da caricatura? Caricatura qualquer um faz!
Ethan – Mas ele percebeu que você tem potencial. Ele não é burro.
Liam – Mas enfim... Você me desculpa por eu não ter parado pra te ouvir?
Ethan – Tranquilo.
[música: “From My Head to My Heart” – Evan & Jaron]
Os dois apertam as mãos e se abraçam. Logo, começam a caminhar.
Liam (apoiando seu braço no ombro de Ethan, abraçando-o) – Ah, e quanto ao fato de você estar na parte de quadrinhos, eu não liguei e nem cheguei a pensar nisso direito. E eu sei que você vai fazer um bom trabalho.
Ethan (sorri) – Pode deixar que eu não vou desenhar boneco de palito. Os meus vão ter carne, juro. E você vai me ajudar!
Liam – Ok, e eu vou precisar de ajuda pra pintar uma parede. E ideias também, claro.
Ethan (sorri) – Pode deixar. Mas sabe que tem uma grande metáfora naquela parede, não sabe?
Liam – Não quero pensar nela agora. Mas aqui, o que você queria me contar?
Ethan – Ah, várias coisas... A Lucy está solteira e sem o Brick, meu pai e minha mãe ficaram sem brigar por três dias seguidos, o carro que eu destruí já está pronto... Mas ainda estou de castigo e tenho que ir voando pra casa...
O som da conversa é abafado pela música. Câmera mostra os dois se afastarem, sorrindo e conversando.
FADE OUT
- - - - - - - - - - - - - - -
OPENING CREDITS
Starring:
Aiden Turner AS Leo Foley
Asher Book AS Liam Foley
Cameron Mathison AS Aiden Dixon
Chris Warren Jr AS Ethan Morgan
Jane Sibbett AS Monica Führ
Piper Perabo AS Emily Drewan
Kathy Bates AS Kelly Foley
Special Appearance:
Victor Garber AS Grayson Foley
Guest:
Jay Harrington AS Barbeiro #1
Yanic Truesdale AS Barbeiro #2
Timothy Busfield AS Sr. Frist
Mark Doerr AS Adam
Robbie Amell AS Brick
Dilshad Vadsaria AS Julia
Olympia Dukakis AS Norah
Denise Richards AS Hanna
Created by: Eduardo Avellar
Written by: Eduardo Avellar
Music Theme: "Where the Lines Overlap" performance by Paramore
Music end of episode: "Black Horse and the Cherry Tree" performance by KT Tunstall
Soundtrack:
"Revolution" – The Beatles
"Waiting for the End" – Linkin Park
"I’ve Got a Feeling" – Ivy
"Somebody to Love (remix)" – Justin Bieber feat. Usher
"From my Head to My Heart" – Evan & Jaron
END CREDITS
FOLEY BOYS™ 1x19: THE WALL THING
©COPYRIGHT 2012 - ALL RIGHTS RESERVED
Relacionados

0 comentários: