0:00 min       FOLEY BOYS     SÉRIE
49:00 min    

WEBTV APRESENTA
FOLEY BOYS


Série de
EDUARDO SOARES DE AVELLAR


Episódio 14 de 21







FADE IN
Casa de Leo – Int. Fim da Tarde
[música: “M&M’s” – Blink 182 tocando num aparelho de som]
Imagem abre na sala, onde vemos Ethan sentado com as pernas esticadas, ocupando todo o sofá. Ele balança as pernas, enquanto folheia uma revista. Leo desce as escadas com uma caixa de ferramentas nas mãos. Ele arregala os olhos ao ver Ethan.
Leo (descendo as escadas) – Você ainda tá aqui?
Ethan (sem tirar os olhos da revista) – Não. Na verdade, é um holograma, já que o verdadeiro “eu” está de castigo.
Leo – Ainda de castigo? (para de frente para Ethan)
Ethan – E nele vou permanecer até a segunda ordem.
Leo – Bom... Sinto muito, eu acho.
Ethan – Minha vida acabou.
Liam (em off/ gritando) – Pai! Paaaai!
Leo (arregalando os olhos) – É o Liam.
Leo põe a caixa de ferramentas no chão rapidamente e Ethan larga a revista, se levantado do sofá num pulo. Ambos correm em direção à porta. Leo a abre e sai de casa, seguido de Ethan. Imagem corta para o lado de fora e vemos Liam se aproximando correndo.
[música toca baixa]
Leo desce um degrau da escada da varanda e para. Ethan para ao lado de Leo, porém sem descer o degrau. Liam chega respirando ofegantemente.
Leo – O que foi?
Ethan – Alguém morreu?
Liam, sorrindo e respirando fundo, faz sinal que não com o indicador. Ele apoia uma mão no corrimão, inclina-se um pouco para frente e põe a outra mão em sua perna, respirando com bastante intensidade.
Leo – O que houve?
Liam (erguendo-se) – Eu... Eu...
Ethan – Você...?
Liam (respira fundo) – Tirei...
Leo – Tirou...?
Liam tira um papel do bolso da calça, enquanto suspira. Leo o pega e lê.
Leo (surpreso/ sorri) – Você conseguiu tirar a carta de motorista?
Ethan (toma o papel de Leo) – Deixa eu ver.
Leo – Caramba! (radiante) Como eu tô orgulhoso de você!
Leo abraça Liam, que arregala os olhos, sentindo-se sufocado.
Liam (suspirando) – Ar!
Leo (se afasta) – Desculpa. (sorri) Nossa, que bom! Já temos um motorista.
Ethan – Ei! Eu também dirijo!
Liam tenta falar algo, mas continua respirando fundo.
Leo (toma o papel de Ethan) – Acho que ele quis dizer: (olha para Ethan) “Dirige tão bem que acabou atropelando uma garota e destruindo o carro do pai.” (olha para Liam) Não é? (Liam faz sinal que não com o indicador)
Ethan (a Leo) – Muito engraçado.
Leo (entrega o papel a Liam) – Temos que comemorar! Depois que você tomar uma dose de oxigênio, claro.
Liam põe o papel no bolso e se senta em um degrau e abaixa a cabeça, ainda ofegante, porém com menos intensidade.
Leo – Bom, fiz a prateleira nova que me pediu.
Liam olha para Leo, ainda suspirando.
Leo – Calma! Eu sei que já faz duas semanas que me pediu, mas só agora eu tive tempo pra me concentrar e me acertar com os parafusos. E com a furadeira.
Liam faz um “valeu” com a mão e permanece com o braço erguido.
Leo – E o negócio do seu sistema solar que vai ficar pendurado no teto, você mesmo monta depois.
Ethan (puxando o braço de Liam) – Hora? (olha a hora no relógio de pulso de Liam/ arregala os olhos) Tchau!
Ethan sai correndo.
Leo – Mais um pra maratona de loucos. (gritando para Ethan) E fecha o portão!
Ethan passa direto pelo portão, e corre desviando das pessoas que passam pela calçada.
Leo – Tudo bem, depois eu fecho.
Leo se senta e apoia seu braço no ombro de Liam.
Leo – Parabéns. Como eu falei, temos que comemorar.
Liam – Pizza?
Leo – Sim, mas não hoje. Vou sair com a Julia, esqueceu?
Liam – Ok.
Leo – Já consegue formular palavras com mais de duas sílabas?
Liam (pouco ofegante/ olhando para cima) – Acho que sim.
Leo (dá dois tapinhas no ombro de Liam) – Ótimo, então me conta como foi.
Liam suspira e os dois se levantam.
FADE OUT


    
FADE IN
Casa de Julia – Ext. Noite
[música: “Crush” – David Archuleta]
Imagem mostra a fachada da casa de Julia por um intente e corta para o interior de seu quarto. Ela e Leo estão sentados na cama, um ao lado do outro.
Julia – Bom, desculpa por ter que fazer o encontro de hoje acabar cedo.
Leo – Não, tudo bem. Ainda é dia de semana e você já deve estar cansada. De mim.
Julia (ri) – Que isso, garoto!
Leo – Obrigado pelo “garoto”. Engraçado...
Julia – O que?
Leo – Minha amiga Emily me chama de “garoto” às vezes.
Julia – É porque você é novo, bonito... Nem parece que é pai.
Leo (sorrindo) – Hum... Então você me acha bonito?
Julia (entusiasmada) – Claro, bobão.
Leo a beija. Ele põe sua mão no rosto de Julia, e com a outra se apoia na cama.
Julia (enquanto Leo beija seu pescoço) – E você?
Leo (afastando-se) – Eu o que?
Julia – O que você acha de mim?
Leo – Preciso responder?
Julia (sorri) – Ah... É bom saber.
Leo – Dá pro gasto.
Julia (abre a boca) – O que? (dá um tapa no braço de Leo)
Leo (encolhendo-se) – Ai! Tô brincando... Garota! (Julia sorri) Você é linda.
Eles trocam olhares por alguns momentos. Julia sorri e eles se beijam. Leo põe a mão na cintura de Julia, enquanto o beijo vai ganhando intensidade. Eles se deitam na cama naturalmente. Câmera pega Leo por cima de Julia, com um braço apoiado na cama e o outro ainda em sua cintura.  Ela o abraça enquanto o beijo continua intenso.
[música cessa]
Corta para:
Rua Qualquer – Ext. Noite
Liam segue pela calçada. Ele passa por algumas pessoas que circulam e atravessa a rua em seguida, encontrando Chelsea, que já o espera do outro lado.
Liam ­(sorrindo) – Oi.
Chelsea – Oi.
Eles dão um selinho e começam a caminhar de mãos dadas.
Chelsea – Já parou com a neura?
Liam – Que neura?
Chelsea – De achar que meu pai te odeia.
Liam – Ah, esquece essa história.
Chelsea – Olha, Liam... Meu pai é um cara legal.
Liam – Aham...
Chelsea – Sério!
Liam – Então! Eu disse “aham”.
Chelsea – Não, é que pareceu irônico.
Liam – Mas não foi.
Chelsea – Enfim, ele é legal. (rápida) Se fizer “aham” de novo eu te bato.
Liam – Eu não disse nada.
Chelsea – Então. Só dá um pouco mais de tempo pra ele. Todos lá em casa ainda estão bastante preocupados com minha irmã lá na casa antiga, morando sozinha, faculdade...
Liam – Sei, entendo. Aí a filha mais nova aparece namorando...
Chelsea – Complicado.
Liam – Mas seu pai vai gostar de mim.
Chelsea – Mas ele gosta. No fundo no fundo, eu sei que ele gosta. É que ele é assim com todo mundo de início, sabe?
Liam – Sei...
Chelsea – Com todo mundo que eu digo... Com os namorados da minha irmã, já que eu nunca namorei sééério, sério. Mas eu já sei como ele é.
Chelsea abraça Liam enquanto caminham.
Chelsea – E então? Seus planos pra amanhã?
Liam – Bom... Eu pensei que a gente podia dar uma volta de carro por aí, já que meu pai saiu hoje. E tenho muita esperança de que ele me empreste o carro dele.
Chelsea (surpresa) – De carro? (Liam confirma com a cabeça) Mas você...? Você...? (Liam confirma com a cabeça) Meu Deus! (sorrindo/ radiante) Parabéns!
Eles param de caminhar e se abraçam. Em seguida, se beijam.
Corta para:
Quarto de Julia – Int. Noite
Câmera desce, mostrando o quarto visto de cima. Vemos Leo e Julia deitados na cama, cobertos por um lençol. Ela está apoiada com a cabeça próxima ao ombro de Leo, e com seu braço descansado no peito ele.
Julia (sussurrando) – U-au!
Leo (sussurrando) – O que?
Julia toma ar pra falar, mas solta uma risada. Leo sorri e os dois permanecem em silêncio. Ouvimos a batida de uma porta se fechando. Leo e Julia apenas arregalam os olhos, surpresos.
Voz feminina (em off) – Aí eu tava tipo: “Meu-Deus! Que coxa é essa?” Aí ela tava tipo: “Ele é meu amanhã”. Aí eu: “Ashley! Contenha-se.”.
Leo e Julia se levantam num baque, permanecendo sentados na cama.
Julia (desesperada) – Meu Deus! É minha irmã!
Leo (enrolado num lençol/ juntando suas roupas) – A Amy?
Julia – Você... Você precisa ir.
Leo – Mas...
Julia – Ela meio que não sabe de você.
Leo – O que?
Julia – Rápido, rápido, rápido.
Leo sai do lençol, pega seu casaco, se enrola nele e segue com suas roupas para o banheiro.
Amy (em off) – Chata, cheguei! Qualquer coisa estou no telefone!
Julia (falando alto) – Ok!
Ouvimos o barulho de outra porta se fechando. Julia respira fundo e ajeita o lençol que ainda está enrolado em seu corpo. Julia olha ao redor, ainda aflita. Leo sai do banheiro ajeitando o zíper da calça, enquanto reveza vestindo seu casaco.
Leo (sussurrando) – Então...?
Julia – Me desculpa.
Leo (sussurrando) – Ok, depois a gente conversa.
Julia – Ela está no telefone.
Leo (sussurrando) – Ok, minha chance de fugir da polícia. Beijo.
Ele se inclina e a beija rapidamente. Imagem corta para o corredor. Leo sai do quarto e fecha a porta. Ao virar-se, se depara com Amy e ambos levam um susto.
Amy (gritando com a mão no peito) – Meu Deus! Socorro!
Leo – Shhh! Calma, calma, eu não sou ladrão!
Amy (apontando o celular em tom de ameaça) – Quem é você e o que está ou estava fazendo no quarto da minha irmã? (rápida) Ah, já sei quem é você!
Leo (erguendo as mãos, como se rendesse) – Calma... Calma... Abaixa o celular que eu já explico.
Amy (gritando) – Não!
Julia sai do quarto, já com algumas vestes de roupas e descabelada. Amy a olha e em seguida, observa Leo.
Julia (ofegante) – Amy, esse aqui é o meu amigo Leo.
Leo – Prazer. (Amy abaixa o celular)
Julia – Ele veio me trazer uma coisa e já estava de saída.
Amy – Ah, ele veio te trazer o que? Roupas?
Leo – Bom, eu... Acho que... Eu vou embora agora.
Amy – Melhor mesmo!
Leo olha para Julia, que ajeita seu cabelo. Ele segue e desce as escadas apressadamente, enquanto vemos Amy encarando Julia com um olhar desafiador e uma das sobrancelhas erguidas. Julia está sem-graça e ajeita novamente seu cabelo. Ouvimos o barulho da porta da sala se fechando.
Amy (cruzando os braços) – Então?
Julia – Olha, Amy...
Amy – É por causa dele que você anda toda misteriosa e não conversa ultimamente? É com ele que você anda fazendo sexo?
Julia – Não precisa gritar. Eu já sou grandinha e sei me cuidar.
Amy – Parece que não.
Julia – Olha, ele é o Leo.
Amy – Eu sei quem ele é. O pai de um garoto irritante que está no jornal da escola.
Julia – Ah, legal. Então vocês já se conhecem? Eu digo... O Leo.
Amy – Não, só conheço o filho ele.
Ambas ficam caladas.
Julia – Olha, Amy. (passando a mão na cabeça) Desculpa a maneira que... A maneira que você descobriu que é com ele que estou saindo, mas... Eu ia te contar.
Amy (caminhando) – Tanto faz. A vida é sua mesmo.
Amy bate a porta de seu quarto, deixando Julia no corredor.
Corta para:
Bronx High – Ext. Tarde seguinte
Imagem mostra a saída de vários alunos. Câmera vagueia por vários grupos, onde alguns alunos gargalham ou apenas conversam. Vemos Liam e Ethan caminhando. Ethan olha ao longe.
Ethan ­– Liam...
Liam – Eu.
Ethan – Vai indo na frente, que eu tenho que falar com uma pessoa antes do meu pai chegar pra me buscar.
Liam – Ok.
Ethan sai apressadamente. Liam continua caminhando e percebe que há alguém parado em sua frente, encarando-o. Ele olha para frente e arregala os olhos.
Liam – Amy?
Amy – Escuta aqui, Foley!
Liam – Ah, meu Deus... Mais uma.
Amy – “Mais uma” o que?
Liam – Que só me chama pelo sobrenome. Isso me irrita um pouco porque o Brick sempre me chama assim. Então sempre que alguém pronuncia esse nome, acho que uma tempestade está por vir.
Amy (séria) – E está mesmo. Mas ok. Vamos começar de novo. (pondo as mãos na cintura) Escuta aqui, Liam!
Liam – Melhorou.
Amy – Eu só vou dar um recado e espero que você o transmita para o seu precioso pai.
Liam – Pode falar.
Amy – Fala pra ele ficar longe da minha irmã, ok?
Liam – A Julia?
Amy – Sim.
Liam – Por quê?
Amy – Só faz o que eu te falei e tudo ficará bem.
Amy vira-se para ir embora, mas volta.
Amy – Bonito nome você tem, a propósito.
Amy sai, deixando Liam ali parado. Notamos alguém atrás de um arbusto, prestando atenção em Liam. Ele começa a caminhar e, ao passar pelo arbusto, Brick sai de supetão.
Liam (levando um susto) – Ei!
Brick – Foley!
Liam – Hawkins! Esquece, eu não consigo ser mau a ponto de te chamar pelo sobrenome. Desculpa. Como você consegue?
Brick – Anos de prática.
Liam – Ahn...
Brick – Mas enfim. Lembra que eu queria conversar com você?
Liam – Quando você diz “conversar”, você realmente diz conversar?
Brick – Sim.
Liam – Sem bate-boca, xingamentos, ameaças de explosões atômicas ou coisas do gênero?
Brick – Sim.
Liam – Sente-se mal?
Brick – É o seguinte: lembra quando você estava dando em cima da Lindsay?
Liam (perplexo) – Eu o quê?
Brick – Enfim, eu quero que me faça um favor.
Liam – Eu não tava dando em cima de ninguém.
Brick – Já que eu tentei reconquistá-la e não obtive êxito na missão, eu quero que você arrume alguém.
Liam – Eu não tava dando em cima de ninguém.
Brick – Só não pode ser a Lindsay. Qualquer pessoa daqui eu aceito.
Liam – Eu não tava dando em cima de ninguém.
Brick – Não interessa. Você vai me arrumar alguém e ponto final.
Liam – Brick!
Brick – Você tá me devendo.
Liam – Eu?
Brick – Claro!
Liam – Brick, você é o capitão da equipe de futebol que está faltando o treino agora...
Brick – E eu já estou indo pra lá.
Liam (continuando) – Você também é o chefe do jornal e sei lá mais o que... Você já tem a vantagem. (dá dois tapas no ombro de Brick) Você consegue.
Brick (sério/ aproxima-se de Liam) – Você (pausa) Está (pausa rápida) Me devendo!
Liam suspira, olha ao redor e coça a cabeça.
Liam – Verei o que posso fazer. Mas depois! Beeeem depois.
Brick sorri satisfeito e sai. Corta para outro ponto, onde vemos Ethan caminhando com Lucy.
Ethan – E então, como foi o seu primeiro dia de aula depois do... Ocorrido?
Lucy (sorri/ ajeita o cabelo) – Ah... Foi bom rever minhas amigas de novo. Só acho que vou ter trabalho com meus deveres. Sabe, copiar tudo o que eu já perdi...
Ethan – Se quiser eu posso e ajudar. Mas só na escola.
Lucy (sorri) – Ah sim, o castigo.
Os dois sorriem e seguem conversando.
Corta para:
Dixon’s – Int. Tarde
Há algumas pessoas realizando suas refeições na lanchonete. Vemos Aiden atrás do balcão atendendo uma senhora.
Aiden – Já escolheu, Olivia?
Olivia – Não, obrigado por perguntar.
Aiden – E você, Sophie? (Sophie arregala os olhos) Digo, a senhora.
Sophie (expressão de alívio) – Eu o que?
Aiden (suspira) – Já escolheu?
Sophie – Tô quase.
Aiden – E você, Kane?
Kane – Estou em dúvida entre a salada francesa e a italiana.
Aiden – Aqui não temos salada francesa, muito menos italiana.
Kane – Não?
Aiden soca a mesa, enquanto Sophie e Olivia o encaram.
Olivia – Nós temos o dia todo pra fazer o pedido.
Aiden (irritado) – E...?
Sophie – Não vai adiantar nada se você ficar socando balcões, chutando portas e...
Nesse momento, a porta da lanchonete se abre e o som das vozes somem.
[música: “DANCE (remix)” – Justice]
Todos olham para a porta, e vemos tudo em câmera lenta.
- Hanna entra e fecha a porta;
- Em seguida, ajeita seu cabelo, que está solto, e olha ao redor;
- Todos a olham, inclusive Aiden, que parece babar;
- Hanna acena para Aiden.
[música cessa]
Imagem volta ao normal e Hanna se aproxima do balcão. A aparência irritada de Aiden dá lugar a uma tranquila.
Hanna (sorrindo) – É aqui que você se esconde, é?
Aiden se aproxima para falar com ela.
Olivia (cochichando) – Ora, ora, ora... Quem será a bonitona?
Sophie (cochichando) – Não sei. Será a nova namorada dele?
Kane (cochichando) – Namorada? Não. Ele não sai há mais de 1 ano desde a Jen.
Olivia (cochichando) – É verdade. Esse aí, rude do jeito que é, nunca vai arrumar alguém igual à Jen. Viram? Até rimou.
Sophie (cochichando/ desconfiada) – Não sei, mas acho que nessa lanchonete tem hambúrguer.
Olivia e Kane olham para Sophie, sem entender. Câmera volta em Hanna e Aiden, onde vemos alguns papéis nas mãos dele.
Hanna – Aí você aproveita e chama aquele seu amigo com mais um acompanhante.
Aiden – Ah, sim. Eu vou ligar pra ele e a gente combina. Mas...
Hanna – O que?
Aiden – Que horas eu passo na sua casa?
Hanna – Às 7 horas tá ótimo.
Aiden – Tudo bem. Eu passo lá.
Eles dão um abraço.
[música: “DANCE (remix)” – Justice]
Vemos tudo em câmera lenta.
- Todos olham para os dois se abraçando;
- Aiden fecha os olhos e cheira os cabelos de Hanna, enroscando-os em seus dedos;
- Eles se afastam e ela segue em direção à porta;
- A porta se abre, Hanna ajeita seu cabelo, que está solto, e olha ao redor;
- Notamos que Emily acabara de entrar;
- Todos olham para Hanna novamente, inclusive Aiden, que parece babar.
[música cessa]
Imagem volta ao normal. Hanna sai, enquanto Sophie, Olivia e Kane olham maliciosamente para Aiden.
Aiden (soca a mesa/ irritado) – O que?
Todos voltam a fazer o que estavam fazendo.
Aiden – E você?
Emily (se aproximando) – Eu vou querer um...
Aiden (interrompe) – Vai dizer que quer o cardápio pra pensar?
Emily – Na verdade eu vou querer um daqueles sanduíches com pedaços de bacon do lado.
Aiden (espantado) – O que?
Emily – Aquele sanduba com pedaços...
Aiden (completando) – De bacon do lado, eu sei, eu entendi e não sou surdo.
Emily – Então vai lá e faz.
Aiden – Tá com algum problema?
Emily – Por quê?
Aiden – Sempre que você pede algo gorduroso, é porque você não está bem.
Emily – Ou quando eu estou com fome.
Aiden – Tem certeza que tá tudo bem?
Emily olha para Olivia, Sophie e Kane, que fingem ler o cardápio.
Emily (falando baixo) – Sabe aquela coisa com o meu pai?
Aiden – Sei sim. O que houve?
Emily (falando baixo) – Ele vai conversar hoje à noite com a minha mãe.
Aiden – E isso é bom ou ruim?
Emily (falando baixo) – Dá pra falar baixo? (Aiden sorri) Por um lado é bom, porque vou ver se ele vai ou não falar com ela.
Aiden (falando baixo) – E por que isso seria ruim? Digo, era isso que você queria, certo?
Emily (falando baixo) – Sim, era. Mas eu não sei se magoar a minha mãe é o certo.
Aiden (falando normalmente) – Olha, eu não sei o que te dizer. Nessa hora o Leo é que é bom pra... Conversar, digamos assim. Mas eu posso dizer que eu tô aqui pra ajudar.
Emily (leve sorriso/ falando normalmente) – Obrigada, eu estou bem. Agora...
Aiden – O que? Tem algo que eu possa fazer por você?
Emily – Sim.
Aiden – O que?
Emily – Meu lanche.
Aiden a olha seriamente e segue, passando por Kane, Sophie e Olivia.
Olivia – Aiden, já me decidi.
Sophie – Eu também.
Kane – E eu vou querer só um café.
Aiden segue direto para a cozinha, deixando os três falarem sozinhos.
Os três (em uníssono) – Ei!
Corta para:
Casa de Leo – Ext. Tarde
Um carro para em frente ao portão, enquanto vemos Leo saindo de dentro da casa. Vemos Liam saindo do lado do carona, e Monica, saindo do carro em seguida.
Leo (estranhando/ aproximando-se) – Monica?
Monica – Leo.
Liam – Pai!
Leo – Liam.
Liam – Eu.
Leo – Você trouxe ele mesmo! Nossa... Estou impressionado.
Liam (retirando sua mochila e alguns livros do carro) – Eu também. Achei até que ela ia me deixar plantado lá em frente ao colégio para sempre. (Monica sorri levemente)
Leo (desconfiado) – Sei... Alguma coisa tem...
Monica – O que?
Leo – Nada, só... Obrigado por fazer isso por mim. Ele me ligou dizendo que perdeu o ônibus da escola e eu tava na faculdade me organizando pra começar a maquete...
Monica – Tudo bem que você me tirou do meio do meu amasso com meu primeiro ex-marido, mas... Ok, o que a gente não faz por um amigo?
Leo – O Kleber?
Monica – Não, o Harold.
Liam (fecha a porta do carona) – Bom, já vou indo.
Monica (entrando no carro) – Bem... Já fiz a minha parte.
Liam – Ah, pai, sabe a Amy?
Monica (saindo do carro) – Mas acho que vou ficar mais um pouquinho. (apoia-se no carro)
Leo (surpreso/ preocupado) – Sei... O que tem ela? O que ela te contou? (Monica sorri)
Liam – Como você conhece ela?
Leo (coçando a cabeça) – Irmã da Julia, ora!
Liam – Ah, sim... Bom, ela disse pra eu dizer pra você ficar longe da Julia. (Monica sorri)
Leo – Ah, tá.
Liam – E, só uma coisa, por que ela diria isso?
Leo – Longa história.
Liam – Pai...
Leo – Que?
Liam – O que você já fez com a Julia?
Leo – Nada, ué!
Monica – Qual é, Leo! O que você já fez com a pobrezinha? Engravidou e iludiu? Arrombou o cofre da família e levou todo o dinheiro e agora está importunando a pobre coitada querendo mais?
Leo – Monica, você não tem mais o que fazer não?
Monica – Não.
Liam – Fala, pai. Esquece a Monica.
Monica (cruzando os braços) – É! Me esquece.
Leo (abraçando Liam) – Vem, vamos conversar lá dentro.
Monica – Ok, vamos.
Leo (olhando para Monica) – Liam!
Leo e Liam começam a caminhar. Leo pega os livros de Liam, enquanto este carrega a mochila. Monica sorri e entra no carro.
Monica – Tá me devendo, hein Leozinho.
Leo para de caminhar e vira-se para Monica. Liam continua até entrar em casa.
Leo (confuso) – O que?
Monica – Três letras: (apenas movendo os lábios, sem falar) Adam.
Leo – Mas são quatro letras!
Monica – O “a” é um só, querido.
Monica acelera o carro e Leo balança a cabeça negativamente.
Corta para:
Casa de Leo – Int. Tarde
Imagem mostra os dois sentados no sofá, um de frente para o outro. Liam está tomando um suco e não está mais de uniforme.
Liam (surpreso) – Você o que?
Leo – Eu e a Julia...
Leo franze a testa e junta as mãos, como se fosse fazer oração. Em seguida, entrelaça os dedos.
Liam – Tá, vocês transaram. E aí? É normal. Vocês já estão saindo há um bom tempo, já se conhecem faz meses... Estão namorando sério... E é isso que namorados fazem.
Leo – Ok, ok, ok. Mas quero que se lembre de que tudo foi conversado antes entre nós dois.
Liam – Você e ela ou...?
Leo – Não! Eu e você.
Liam – Pai...
Leo – Eu sei que você tá namorando, tem 16 anos e logo, logo os hormônios vão falar mais alto... Por isso, cuidado com a Chelsea. Vocês são crianças e têm que pensar um milhão de vezes antes de qualquer coisa. Até pra atravessar a rua precisam de orientação.
Liam – Pai, relaxa, ainda não estou pensando... Naquilo.
Leo – Ok, mas eu quero saber de tudo antes.
Liam – Ótimo exemplo você dá. Depois do feito, você vem conversar comigo.
Leo – Ei, eu sou adulto, dono do meu próprio nariz e sou seu pai. Ou seja, você é a criança. E outra... (pausa/ pensativo) Eu... Eu tava lá no quarto dela e nós nos beijamos. Aí a coisa pegou fogo e... Deu no que deu, foi isso.
Liam – Ok, eu entendo, pai. Sem neura. Vocês são adultos e sexo entre adultos acontece normalmente, sem combinar nada... Tô tranquilo em relação a isso. O que for que seja que passar pela minha cabeça, eu vou reunir a corte e conversarei abertamente.
Leo – Ok. Então estamos bem com isso?
Liam – Claro! (toma um gole de suco)
Leo – Certo.
Liam – Mas...
Leo – Ih, lá vem.
Liam – Você...
Leo – Claro que me protegi devidamente!
Liam – Não era isso que eu ia perguntar.
Leo – Ah, não?
Liam – Não.
Leo – Então pergunta.
Liam – É que você ainda não me disse o porquê do ódio da Amy.
Leo – Ah, sim... Isso.
Corta para:
Casa de Leo – Ext. Noite
Um carro para em frente ao portão e buzina. Leo e Liam saem arrumados. Liam fecha a porta e põe a chave num vaso de plantas que fica ao lado da porta.
Liam – E que evento é esse mesmo que você vai?
Leo – Vários artistas covers vão tocar músicas antigas. Vai ser legal.
Liam – Hum...
Vemos Aiden saindo do carro, seguido de Hanna.
[música: “DANCE (remix)” – Justice]
Vemos tudo em câmera lenta.
- Hanna fecha a porta do carro;
- Hanna ajeita seu cabelo, que está solto, e olha ao redor;
- Notamos que Leo e Liam a observam;
- Hanna os nota e acena.
Aiden (chamando atenção) – Leo! Liam!
Os dois piscam, como se saíssem de um transe e a imagem volta ao normal.
[música cessa]
Hanna – Olá, rapazes.
Leo e Liam – Oi.
Leo – Aiden, meu amigo!
Aiden – Vamos? Temos que passar na casa da Julia ainda.
Leo – Ok. (a Liam/ estica o braço) Aqui está a chave do carro e não se esqueça de abastecer.
Liam – Ok.
Liam tenta pegar a chave e Leo a prende em seus dedos, sem entregá-la.
Liam – Me dá.
Leo – Pega.
Liam – Se você soltar...
Leo fecha os olhos com força e Liam toma a chave dele.
Aiden – Vamos logo ou teremos que continuar assistindo à palhaçada?
Leo (sério) – Vamos! (a Liam) Qualquer coisa liga pro 911.
Liam (estranhando) – Que?
Leo – Eu vou estar num evento e não quero que atrapalhe. Qualquer coisa te busco na prisão.
Hanna – Aiden, gostou do vestido?
Aiden – O que?
Hanna – Acho que combinou com as botas e com esta linda echarpe. O que acha?
Aiden (erguendo as sobrancelhas) – Bom.
Hanna sorri e entra no carro.
Leo (cochichando/ movimentando ambas as sobrancelhas) – O que eu falei pra você? Vocês estão ficando muito amigas. Se quer alguma coisa, parta pro ataque.
Leo entra no carro e Aiden fica pensativo, porém com a boca um pouco aberta.
Corta para:
Rua desconhecida – Ext. Noite
[música: “She Moves in Her Own Way” – The Kooks tocando no som do carro]
Vemos o carro de Leo passar direto por um posto de gasolina. Imagem corta para dentro do carro, onde vemos Liam dirigindo e Chelsea apenas olhando a paisagem.
Liam – Aí foi isso.
Chelsea – História bacana. Todo mundo se deu bem no final.
Liam – Se não fosse pelo Aiden, claro, pois se dependesse do meu pai, ainda estaríamos lá tentando pedir carona pra casa.
Liam – Ah, não...
Chelsea – Mas você não disse que no final deu tudo certo?
Liam (olhando para o painel/ batendo no volante) – Não, não, não.
Chelsea – O que houve?
Liam (olha para Chelsea) – Esqueci de abastecer.
Chelsea (arregalando os olhos) – Liam!
Liam – Droga!
Notamos que o motor desliga sozinho e que o carro vai perdendo a força. Liam encosta o carro na calçada a permanece até o mesmo parar. Os dois ficam calados por alguns instantes.
Chelsea – E agora?
Liam – Agora o que?
Chelsea – O que vamos fazer?
Liam – Vou pegar um galão ali na caçamba e tentar achar um posto de gasolina. Acho que vi um há alguns metros.
Chelsea (cruzando os braços) – E vai me deixar aqui sozinha?
Liam – É o jeito. Quer que eu faça o que?
Chelsea – Não, já sei. Vamos os dois juntos.
Liam – E deixar o carro do meu pai abandonado aqui nessa rua deserta? De jeito nenhum!
Chelsea – A gente podia empurrar então.
Liam – Chelsea!
Chelsea – Ah, tá bom... Porque não liga pro seu pai?
Liam – Meu pai está num show com a namorada e fez questão de não ligar o celular. E ele não vai atravessar três cidades só por minha causa.
Chelsea – Deixa recado com os vizinhos, ou... Já sei!
Liam – O que?
Chelsea – Tem o meu pai. Eu posso ligar pra ele.
Liam – Corro o risco de ser morto por ele, mas ok. Liga pra ele.
Chelsea pega seu celular e começa a discar alguns números.
Chelsea (põe o celular no ouvido) – E você vai tentando chamar algum vizinho!
[música cessa]
Corta para:
Grande auditório – Int. Noite
[música: “That Thing You Do” – The Wonders tocada por uma banda qualquer]
Imagem abre no palco, onde uma banda toca animadamente. Câmera passeia pelo auditório e vemos todos os presentes vibrarem com a canção. Numa fileira de cadeiras, da esquerda para a direita, vemos Julia, Leo, Aiden e Hanna. Leo e Julia estão abraçados curtindo o show. Enquanto Hanna sorri e curte o som, Aiden a observa de canto de olho. Imagem os mostra de frente.
Hanna – Tá gostando?
Aiden sorri e ela volta a curtir o show. Leo cutuca Aiden com o cotovelo. Aiden olha para Leo e ergue rapidamente as sobrancelhas enquanto comprime os lábios.
Hanna – Acho que eu não devia ter vindo de botas. Sei lá, estou me sentindo incomodada. O que acha?
Aiden – Bom (pausa/ sorri) Tudo está bom.
Hanna sorri e volta a curtir o show. Leo cutuca Aiden novamente. Vemos alguns rapazes passarem na fileira da frente. Um deles olha para Hanna e pisca. Ela fica sem jeito e para de dançar lentamente. Aiden respira fundo, encarando-o. Logo, o homem segue.
Hanna (ainda sem jeito) – Bom, eu acho que vou tomar um pouco de ar.
Hanna se vira, dá um passo, mas é puxada de volta por Aiden que acaba beijando-a impulsivamente. Leo e Julia observam, surpresos.
[música cessa]
Corta para:
Rua Qualquer – Ext. Noite
Imagem mostra o carro de Leo parado rente a uma calçada. Corta para o interior do carro, onde vemos os dois deitados nos bancos, que estão com seus encostos reclinados. Ambos ficam calados por um tempo, apenas olhando para o nada. Notamos que apenas a luz interna permanece ligada.
Liam – Ainda tenho a opção de caminhar mais alguns metros e buscar gasolina no posto.
Chelsea (arregalando os olhos) – Não! Eu tenho medo de ficar sozinha, sou sua namorada e você não vai fazer isso comigo.
Liam – Ok. (pausa) Eu pensei que você tava brincando antes... Mas... Seu pai...
Chelsea – Ele ainda deve estar em Massachussetts com a minha irmã. Já deixei recado na caixa postal e, assim que ele ouvir, virá atrás da gente.
Liam – Não quer tentar de novo?
Chelsea – Gastei meu crédito inteiro deixando essa mensagem de voz no telefone dele. É interurbano, esqueceu?
Liam – Certo. Então nós vamos ficar aqui para sempre, já que eu tentei os vizinhos e descobri que o Kane não dirige, e que a mãe do Aiden não está em casa.
Chelsea – O que?
Liam – Ela deve estar com a Sophie ou com a Olivia andando pela cidade. Já tentei o Bill, mas só tenho o telefone da lanchonete. E ele provavelmente já deve ter saído.
Chelsea – E seus avós?
Liam – Não estão em casa e acho que não vão sair de Hartford só por minha causa.
Chelsea (cruza os braços e olha pela janela) – Já eu acho que sim. Sua avó então...
Liam – E como você sabe se apenas a conheceu naquele dia em frente à escola?
Chelsea – Ah, ela me pareceu simpática. E você mesmo disse que ela é assim.
Liam (olhando pela janela) – Mas eles não estão em casa. A Beth não soube dizer onde eles estão agora, mas não se preocupe. Já deixei o recado.
Chelsea – Certo, esqueci.
Liam – Vamos ficar aqui a vida toda, até alguém resolver aparecer. Mas fica tranquila porque pelo menos já deixamos avisado.
Chelsea – Ok... (olha para o rádio) Podia ao menos ligar uma musiquinha, né?
Liam – E acabar com a bateria do carro? Aí você quer me ferrar em dobro, né? (Chelsea sorri) Mas e aí? O que achou do passeio? Bom? Ruim? E o motorista?
Chelsea (rindo) – É... Até que você não dirige mal.
Liam – Ei, eu dirijo muito bem sim! Aquela vez que fui reprovado foi por que eu tava com a cabeça cheia de coisas.
Chelsea – Doido...
Os dois sorriem e continuam conversando.
Corta para:
Grande auditório – Ext. Noite
Movimentação de várias pessoas na saída da apresentação. Vemos Leo, Julia, Aiden e Hanna saírem do auditório. Leo retira seu celular do bolso, enquanto Aiden olha para Hanna, que sorri de leve e olha para o lado. Notamos que há uma leve tensão entre os dois.
Hanna (conferindo seu relógio de pulso) – Nossa, já são 4 da manhã!
Julia (abraçada a Leo) – Mas foi a melhor apresentação de covers que eu já vi. Tudo bem que de todas as bandas, The Wonders foi a única que nunca existiu de verdade, mas... Foi bom mesmo assim.
Aiden – Mas é claro que existiu.
Julia – O que? The Wonders? Claro que não! Tá maluco?
Aiden – Claro que sim!
Julia – Claro que não.
Leo (ligando seu celular) – Claro que... (pausa/ olhando para o aparelho) Esperem aqui.
Leo se afasta, enquanto Aiden e Julia continuam a discutir. Hanna sorri levemente e cruza os braços, olhando para o lado. Leo olha seu celular atentamente, arregala os olhos e o põe no ouvido. Logo, o guarda novamente no bolso.
Leo – Aiden. Preciso que me faça um favor.
Aiden – O que houve?
Leo (preocupado) – O Liam.
Julia – O que houve?
Leo – Ele está com problemas e preciso que você me leve até onde ele está.
Aiden – Ok, mas onde ele está a essa hora?
Leo (retira seu celular do bolso novamente) – Não sei, eu... Eu vou checar nas mensagens. (leve desespero) Mas, por favor, vamos logo.
Aiden – Ah, sim. Claro.
Os quatro seguem caminhando apressadamente.
Corta para:
Rua Qualquer – Ext. Amanhecer
Imagem mostra um carro já parado alguns metros atrás do carro de Leo. Um homem se aproxima da janela do lado do motorista, põe as mãos no vidro e aproxima seu rosto, para enxergar o que há dentro do carro. Ele se afasta, arregala os olhos e com uma expressão perplexa, abre a porta do carro abruptamente. A cena que vemos, é Liam dormindo abraçado à Chelsea.
Homem (nervoso) – Mas que diabos... O que está havendo aqui?
Os dois acordam no susto.
Chelsea – Pai?
Liam (assustado/ coçando os olhos) – Senhor Smith?
Ele puxa Liam à força pra fora do carro. Nesse momento, outro carro para na mesma rua. Vemos Aiden e Leo saindo correndo.
Leo – Ei, ei, ei! O que tá acontecendo aqui?
Liam – Pai! (Leo e Liam se abraçam)
Sr. Smith – Eu chego aqui pra resolver um problema e me deparo com outro: esse seu irmãozinho estava se aproveitando da minha filha!
Liam e Chelsea (abismados) – O que?
Leo – Não, não. Deve haver algum tipo de engano.
Sr. Smith (abraçando Chelsea) – Engano? Eu vi muito bem ele com os tentáculos em cima da minha filha!
Chelsea – Pai, nós só estávamos dormindo! Juro!
Liam (com os olhos marejados) – É verdade, seu...
Sr. Smith (à Chelsea) – E você já pro carro!
Chelsea começa a chorar e sai correndo.
Leo – Aiden, leva ele pra casa que eu dou um jeito aqui. (a Smith) É o seguinte. Primeiro, eu não sou o irmão dele. (Aiden e Liam saem)
Sr. Smith – Ah, não?
Leo (sério) – Sou o pai.
Sr. Smith – Tanto faz. Você pode até ser a empregada do papa! Só acho que você deveria educar melhor seu filho. Ensiná-lo a ter respeito por uma garota de família.
Leo – Smith! Meu filho também é um garoto de família. De uma maneira estranha, mas disso você pode ter certeza. E outra: ele é bem-educado e não faria nada sem o meu consentimento. Pode apostar!
Os dois ficam em silêncio por alguns segundos.
Sr. Smith (encarando Leo) – Mantenha seu filho longe da minha filha, estamos entendidos?
Smith encara Leo por mais alguns segundos, vira-se e segue em direção ao seu carro, deixando Leo ali parado, abismado.
Corta para:
Casa de Leo – Ext. Manhã
Liam entra correndo pelo portão, passando por seus avós que caminham em direção à porta de entrada.
Grayson (espantado) – Liam!
Kelly (preocupada) – Meu Deus, o que houve?
Liam pega a chave no vaso de plantas e começa a destrancar a porta.
Kelly – Liam, recebemos um recado estranho da Beth. (Liam abre a porta)
Grayson – Ela falou algo sobre carro e gasolina. Não entendemos muito bem...
Liam entra e fecha a porta, sem dar atenção a eles. Grayson e Kelly se entreolham, chocados.
Grayson (suspira) – Igualzinho o pai. Pirracento e dá chiliques sem ninguém entender o porquê. E você ainda vem com essa de que “o Liam é diferente” ou “o Liam é isso, o Liam é aquilo...”
Kelly – Não é isso, Grayson. (pensativa) Aconteceu alguma coisa...
Grayson – O garoto nem viu a gente aqui parado! Ele simplesmente entrou correndo e bateu a porta na nossa cara.
Kelly toca a campainha e os dois aguardam, enquanto o carro de Leo chega e para em frente ao portão. Kelly abre a porta, enquanto Leo sai do carro, sério.
Grayson – Querida, o Leo. (Kelly olha para trás)
Leo se aproxima do portão e vê Emily caminhando com expressão tristonha. Os dois param bem em frente ao portão, um de frente para o outro.
Leo (suspira) – Emily?
Emily (com os olhos marejados) – Leo...
Os dois se abraçam, enquanto Grayson e Kelly descem os degraus, enquanto os observam.
Leo (ainda sério) – O que houve?
Emily (chorando) – Meu pai... Ele saiu de casa.
FADE OUT
- - - - - - - - - - - - - - -
OPENING CREDITS
Starring:
Aiden Turner AS Leo Foley
Asher Book AS Liam Foley
Cameron Mathison AS Aiden Dixon
Chris Warren Jr AS Ethan Morgan
Jane Sibbett AS Monica Führ
Piper Perabo AS Emily Drewan
Kathy Bates AS Kelly Foley
Special Appearance:
Victor Garber AS Grayson Foley
Guest:
Dilshad Vadsaria AS Julia
Jasmine Richards AS Amy
Robbie Amell AS Brick Hawkins
Kirby Bliss Blanton AS Chelsea Smith
Rita Moreno AS Sophie
Betty White AS Olivia
Alan Rickman AS Kane
Denise Richards AS Hanna
Caitlin Wachs AS Lucy
Rob Lowe AS Sr. Smith
Created by: Eduardo Avellar
Written by: Eduardo Avellar
Music Theme: "Where the Lines Overlap" performance by Paramore
Music end of episode: "Black Horse and the Cherry Tree" performance by KT Tunstall
Soundtrack:
"M&M’s" – Blink 182
"Crush" – David Archuleta
"Dance (remix)" – Justice
"She Moves in Her Own Way" – The Kooks
"That Thing You Do" – The Wonders
END CREDITS
FOLEY BOYS™ 1x14: WHEN NOTHING GOES WELL
©COPYRIGHT 2011 - ALL RIGHTS RESERVED
Relacionados

0 comentários: